SESI Paraíba lança Metodologia de Avaliação em Saúde e Segurança na Indústria

metodologiaO novo momento da indústria exigirá das empresas soluções inovadoras adequadas às mudanças nas relações de trabalho e no modo de produzir, diante da utilização cada vez maior de tecnologias. Muito além da modernização dos processos produtivos, as empresas necessitarão estar preparadas para acompanhar as transformações e os novos desafios, capacitando colaboradores e oferecendo ambientes de trabalho seguros aos trabalhadores.
Pensando nisso, o Departamento Regional do SESI da Paraíba lançou na manhã desta quarta-feira, 11, em João Pessoa (PB), a Metodologia de Avaliação em Saúde e Segurança na Indústria. O evento contou com a participação de 16 departamentos regionais, de todas as regiões do país. “A integração dos departamentos regionais em uma ferramenta de gestão necessária para as empresas é de fundamental importância, uma vez que estamos preocupados em oferecer soluções mais efetivas para a indústria na área de saúde e segurança no trabalho e essa ferramenta proporciona uma avaliação estratégica mais focal e mais direcionada”, comentou o Superintendente do SESI de Sergipe, Acrízio Campos.
Para o Gerente de Promoção da Saúde do Departamento Nacional do SESI, Antônio Muzzi, a integração dos departamentos regionais na busca por soluções é o que vai fazer a diferença para a indústria. “A nossa expectativa é que a gente tenha soluções nacionais. O SESI está se reposicionando diante do novo cenário da indústria, buscando não só uma medida de esforço através de projetos e programas bem-sucedidos, mas também trazendo para a indústria novas soluções”, disse. “Esta metodologia, certamente, dará mais sustentabilidade às soluções que o SESI se propõe a ofertar para a indústria e a integração das áreas e dos técnicos dará mais consistência às essas soluções integradas”, explicou.
metodologia2A nova ferramenta desenvolvida pela equipe técnica da área de Saúde e Segurança na Indústria do SESI/PB tem foco no trabalhador, um sistema inovador que deverá agregar soluções a outras metodologias já existentes em outros departamentos regionais. “De fato esta metodologia aplicadano dia a dia da indústria vai nos possibilitar ter um diagnóstico geral das necessidades do trabalhador nas questões específicas de saúde e segurança. E a intenção é alinhar a metodologia com os objetivos estratégicos do Departamento Nacional para que possamos a partir da Paraíba replicar a metodologia em todo o território nacional”, disse Sérgio Alencar, Superintendente do SESI/PB.
A nova metodologia reúne ao todo 42 indicadores que serão monitorados e permitirão ao SESI acompanhar índices relacionados ao estilo de vida, fatores de produtividade e a percepção de segurança no trabalho dos trabalhadores. “O nosso grande diferencial deste sistema de avaliação é a abordagem inovadora com foco no trabalhador e que terá impactos positivos na tomada de decisão”, explicou Grinete Melo, Gerente Executiva de Saúde e Segurança na Indústria do SESI/PB. “A nossa perspectiva é de que consigamos sensibilizar e mobilizar os departamentos regionais no país e assim eles possam aderir a metodologia e integrá-la a outros sistemas contribuindo cada vez mais com a tomada de decisão das empresas”, disse Grinete.
A programação do evento de lançamento da Metodologia de Avaliação em Saúde e Segurança na Indústria encerra nesta quinta-feira, 12 de abril. No primeiro dia, além da apresentação do novo sistema de avaliação, os representantes dos departamentos regionais do SESI participaram de atividades simuladas para entender na prática como irá funcionar e será aplicado o diagnóstico. “O objetivo dessas metodologias e avaliações é que elas buscam soluções assertivas para os trabalhadores e empresas e isso nos proporciona entender melhor a realidade da indústria e, dessa forma, conseguiremos cada vez mais melhorar a vida das pessoas”, disse Vanessa Nazário, do Departamento Regional do SESI de Santa Catarina.

metodologiaO novo momento da indústria exigirá das empresas soluções inovadoras adequadas às mudanças nas relações de trabalho e no modo de produzir, diante da utilização cada vez maior de tecnologias. Muito além da modernização dos processos produtivos, as empresas necessitarão estar preparadas para acompanhar as transformações e os novos desafios, capacitando colaboradores e oferecendo ambientes de trabalho seguros aos trabalhadores.
Pensando nisso, o Departamento Regional do SESI da Paraíba lançou na manhã desta quarta-feira, 11, em João Pessoa (PB), a Metodologia de Avaliação em Saúde e Segurança na Indústria. O evento contou com a participação de 16 departamentos regionais, de todas as regiões do país. “A integração dos departamentos regionais em uma ferramenta de gestão necessária para as empresas é de fundamental importância, uma vez que estamos preocupados em oferecer soluções mais efetivas para a indústria na área de saúde e segurança no trabalho e essa ferramenta proporciona uma avaliação estratégica mais focal e mais direcionada”, comentou o Superintendente do SESI de Sergipe, Acrízio Campos.
Para o Gerente de Promoção da Saúde do Departamento Nacional do SESI, Antônio Muzzi, a integração dos departamentos regionais na busca por soluções é o que vai fazer a diferença para a indústria. “A nossa expectativa é que a gente tenha soluções nacionais. O SESI está se reposicionando diante do novo cenário da indústria, buscando não só uma medida de esforço através de projetos e programas bem-sucedidos, mas também trazendo para a indústria novas soluções”, disse. “Esta metodologia, certamente, dará mais sustentabilidade às soluções que o SESI se propõe a ofertar para a indústria e a integração das áreas e dos técnicos dará mais consistência às essas soluções integradas”, explicou.
metodologia2A nova ferramenta desenvolvida pela equipe técnica da área de Saúde e Segurança na Indústria do SESI/PB tem foco no trabalhador, um sistema inovador que deverá agregar soluções a outras metodologias já existentes em outros departamentos regionais. “De fato esta metodologia aplicadano dia a dia da indústria vai nos possibilitar ter um diagnóstico geral das necessidades do trabalhador nas questões específicas de saúde e segurança. E a intenção é alinhar a metodologia com os objetivos estratégicos do Departamento Nacional para que possamos a partir da Paraíba replicar a metodologia em todo o território nacional”, disse Sérgio Alencar, Superintendente do SESI/PB.
A nova metodologia reúne ao todo 42 indicadores que serão monitorados e permitirão ao SESI acompanhar índices relacionados ao estilo de vida, fatores de produtividade e a percepção de segurança no trabalho dos trabalhadores. “O nosso grande diferencial deste sistema de avaliação é a abordagem inovadora com foco no trabalhador e que terá impactos positivos na tomada de decisão”, explicou Grinete Melo, Gerente Executiva de Saúde e Segurança na Indústria do SESI/PB. “A nossa perspectiva é de que consigamos sensibilizar e mobilizar os departamentos regionais no país e assim eles possam aderir a metodologia e integrá-la a outros sistemas contribuindo cada vez mais com a tomada de decisão das empresas”, disse Grinete.
A programação do evento de lançamento da Metodologia de Avaliação em Saúde e Segurança na Indústria encerra nesta quinta-feira, 12 de abril. No primeiro dia, além da apresentação do novo sistema de avaliação, os representantes dos departamentos regionais do SESI participaram de atividades simuladas para entender na prática como irá funcionar e será aplicado o diagnóstico. “O objetivo dessas metodologias e avaliações é que elas buscam soluções assertivas para os trabalhadores e empresas e isso nos proporciona entender melhor a realidade da indústria e, dessa forma, conseguiremos cada vez mais melhorar a vida das pessoas”, disse Vanessa Nazário, do Departamento Regional do SESI de Santa Catarina.