Homem que furtou celular de padre no DF devolve aparelho e pede perdão

A Polícia Civil localizou, nesta quarta-feira (11), o homem que furtou o celular do padre da Paróquia Divino Espírito Santo, no Riacho Fundo I, no Distrito Federal. O caso ocorreu no último domingo, enquanto o religioso celebrava a missa.
O suspeito chegou a ser detido, mas responderá o crime em liberdade porque não houve flagrante. Segundo os agentes responsáveis pela ocorrência, após a detenção, Souza devolveu o aparelho e pediu perdão ao padre.
À polícia, ele teria contado que pretendia vender o celular e, com o dinheiro, custearia um tratamento médico.

Assaltos frequentes
A Paróquia Divino Espírito Santo ficou famosa por ter recebido uma relíquia sagrada em 2016. Desde esse ano, a igreja foi alvo de bandidos ao menos 25 vezes, informaram os fiéis que frequentam o espaço.
Em um dos casos, os assaltantes arrombaram o local às 14h. Eles roubaram som, computador, microfone e violão que estavam no altar. Em outra invasão, cestas básicas que seriam doadas para famílias carentes foram furtadas.

O comando da Polícia Militar apontou que o policiamento na área da igreja é feito diariamente por duas viaturas do 28ª Batalhão. A PM orienta as vítimas de roubos e furtos a registrarem as ocorrências nas delegacias mais próximas para facilitar e orientar o trabalho da polícia.
G1

A Polícia Civil localizou, nesta quarta-feira (11), o homem que furtou o celular do padre da Paróquia Divino Espírito Santo, no Riacho Fundo I, no Distrito Federal. O caso ocorreu no último domingo, enquanto o religioso celebrava a missa.
O suspeito chegou a ser detido, mas responderá o crime em liberdade porque não houve flagrante. Segundo os agentes responsáveis pela ocorrência, após a detenção, Souza devolveu o aparelho e pediu perdão ao padre.
À polícia, ele teria contado que pretendia vender o celular e, com o dinheiro, custearia um tratamento médico.

Assaltos frequentes
A Paróquia Divino Espírito Santo ficou famosa por ter recebido uma relíquia sagrada em 2016. Desde esse ano, a igreja foi alvo de bandidos ao menos 25 vezes, informaram os fiéis que frequentam o espaço.
Em um dos casos, os assaltantes arrombaram o local às 14h. Eles roubaram som, computador, microfone e violão que estavam no altar. Em outra invasão, cestas básicas que seriam doadas para famílias carentes foram furtadas.

O comando da Polícia Militar apontou que o policiamento na área da igreja é feito diariamente por duas viaturas do 28ª Batalhão. A PM orienta as vítimas de roubos e furtos a registrarem as ocorrências nas delegacias mais próximas para facilitar e orientar o trabalho da polícia.
G1