Justiça Eleitoral cassa prefeito e vice e determina novas eleições em Pocinhos

A Justiça eleitoral da cidade de Pocinhos, no Agreste paraibano, cassou os mandatos do prefeito e vice, Cláudio Chaves Costa (PTB) e Maísa Apolinário Costa, respectivamente, por suposto abuso de poder e captação ilícita de sufrágio. Na sentença, o juiz Luiz Gonzaga Melo Filho, também determinou novas eleições no município e a inelegibilidade dos gestores por oito anos.
Apesar da cassação e de aplicação de multa, o magistrado manteve o prefeito no cargo até o julgamento dos recursos no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).
A ação foi ajuizada por Eliane Galdino (PSB), candidata derrotada nas eleições municipais de 2016. À época, o atual prefeito venceu a disputa com 50,33% dos votos válidos, contra 49,67% da socialista.
Portalcorreio

A Justiça eleitoral da cidade de Pocinhos, no Agreste paraibano, cassou os mandatos do prefeito e vice, Cláudio Chaves Costa (PTB) e Maísa Apolinário Costa, respectivamente, por suposto abuso de poder e captação ilícita de sufrágio. Na sentença, o juiz Luiz Gonzaga Melo Filho, também determinou novas eleições no município e a inelegibilidade dos gestores por oito anos.
Apesar da cassação e de aplicação de multa, o magistrado manteve o prefeito no cargo até o julgamento dos recursos no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).
A ação foi ajuizada por Eliane Galdino (PSB), candidata derrotada nas eleições municipais de 2016. À época, o atual prefeito venceu a disputa com 50,33% dos votos válidos, contra 49,67% da socialista.
Portalcorreio