Mototaxista é morto a tiros no José Pinheiro, em Campina Grande

Um mototaxista foi morto a tiros na manhã desta terça-feira (17), por volta das 8h, em Campina Grande. De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi identificada como Ivan Olinto de Sousa, de 49 anos.
As informações da polícia são de que o homem foi atingido com vários disparos na cabeça e no ombro. Ao ser atingido, o mototaxista caiu a cerca de 200 metros do lugar onde trabalhava, localizado na rua Campos Sales, no bairro José Pinheiro.
Ainda segundo a Polícia Civil, Ivan era casado e tinha dois filhos. Familiares contam que a vítima saiu para trabalhar no início desta manhã, fez uma corrida, voltou para casa e depois saiu novamente para o local de trabalho, onde o crime aconteceu. Testemunhas relatam que o mototaxista saiu correndo quando três homens chegaram e dispararam várias vezes contra ele.
A delegada Suelane Souto, responsável pelo caso, afirma que a vítima tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas e que a Polícia Civil está investigando o homicídio, mas nenhum suspeito foi preso até a manhã desta terça-feira.
G1 PB

Um mototaxista foi morto a tiros na manhã desta terça-feira (17), por volta das 8h, em Campina Grande. De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi identificada como Ivan Olinto de Sousa, de 49 anos.
As informações da polícia são de que o homem foi atingido com vários disparos na cabeça e no ombro. Ao ser atingido, o mototaxista caiu a cerca de 200 metros do lugar onde trabalhava, localizado na rua Campos Sales, no bairro José Pinheiro.
Ainda segundo a Polícia Civil, Ivan era casado e tinha dois filhos. Familiares contam que a vítima saiu para trabalhar no início desta manhã, fez uma corrida, voltou para casa e depois saiu novamente para o local de trabalho, onde o crime aconteceu. Testemunhas relatam que o mototaxista saiu correndo quando três homens chegaram e dispararam várias vezes contra ele.
A delegada Suelane Souto, responsável pelo caso, afirma que a vítima tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas e que a Polícia Civil está investigando o homicídio, mas nenhum suspeito foi preso até a manhã desta terça-feira.
G1 PB