Assessoria Técnica oferecida pelo Procase orienta produtores para período de estiagem

estiagemSobreviver a seca requer planejamento e isso está acontecendo agora em Juazeirinho, no Agreste Paraibano. A produtora rural Patrícia Alves está sendo instruída pela Assessoria Técnica oferecida pelo Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), através do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), que por meio de seleção pública presta serviços ao Projeto. O intuito da ação é fazer com que ela continue produzindo em seu plantio de horticultura durante o próximo período de estiagem.
“Nossa maior dificuldade é a seca. Nesse momento, temos água, mas se o açude seca, não temos como continuar trabalhando. Uma horta tem que ter água o ano inteiro, porque nós ganhamos dinheiro quando o preço da hortaliça está alto e os outros estão produzindo pouco”, conta Patrícia.
Os serviços de Assessoria Técnica tiveram início em outubro do ano passado e devem se prolongar até agosto desse ano. A produção de Patrícia envolve o cultivo de beterraba, coentro, alface, cebolinha, pimentão e ela possui três barreiros para concentrar água em sua propriedade.
A produtora está sendo orientada pelo assessor técnico Tarcísio Freitas, que comenta as ações de ATER que vem sendo desenvolvidas no local. “Nessa parte de diagnóstico da propriedade, ela precisa saber o quanto de água gasta por dia e qual a forma de irrigação que está utilizando. Isso influencia na parte da gestão da água, para sobreviver melhor aos períodos de estiagem”, explica.
A gestão do uso de água e controle de produtividade são algumas das atividades desenvolvidas pela Assessoria Técnica oferecida pelo Procase, além do controle de custos e lucros e a parte socioambiental, que são fatores imprescindíveis ao projeto.
estiagem2Patrícia Alves é uma das beneficiárias do projeto produtivo apoiado pelo Procase junto a Associação dos Produtores Artesanais de Juazeirinho, com o objetivo de fortalecer a caprinocultura na região. Através do Procase, a comunidade recebe a implantação de um campo de produção de forragem, aquisição de máquinas para produção e equipamentos de escritório, além de capacitações em produção e armazenamento de forragem.
O Procase é fruto da parceria entre o Governo do Estado da Paraíba e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), organismo das Nações Unidas (ONU), beneficiando 56 municípios do semiárido paraibano, e visa fortalecer a agricultura familiar e contribuir para o desenvolvimento rural sustentável, reduzindo os níveis de pobreza rural e fortalecendo ações de prevenção e mitigação da desertificação.

Assessoria de Comunicação
Jornalista responsável:
Samantha Pimentel
samantha.pimentel@procase.pb.gov.br

estiagemSobreviver a seca requer planejamento e isso está acontecendo agora em Juazeirinho, no Agreste Paraibano. A produtora rural Patrícia Alves está sendo instruída pela Assessoria Técnica oferecida pelo Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), através do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), que por meio de seleção pública presta serviços ao Projeto. O intuito da ação é fazer com que ela continue produzindo em seu plantio de horticultura durante o próximo período de estiagem.
“Nossa maior dificuldade é a seca. Nesse momento, temos água, mas se o açude seca, não temos como continuar trabalhando. Uma horta tem que ter água o ano inteiro, porque nós ganhamos dinheiro quando o preço da hortaliça está alto e os outros estão produzindo pouco”, conta Patrícia.
Os serviços de Assessoria Técnica tiveram início em outubro do ano passado e devem se prolongar até agosto desse ano. A produção de Patrícia envolve o cultivo de beterraba, coentro, alface, cebolinha, pimentão e ela possui três barreiros para concentrar água em sua propriedade.
A produtora está sendo orientada pelo assessor técnico Tarcísio Freitas, que comenta as ações de ATER que vem sendo desenvolvidas no local. “Nessa parte de diagnóstico da propriedade, ela precisa saber o quanto de água gasta por dia e qual a forma de irrigação que está utilizando. Isso influencia na parte da gestão da água, para sobreviver melhor aos períodos de estiagem”, explica.
A gestão do uso de água e controle de produtividade são algumas das atividades desenvolvidas pela Assessoria Técnica oferecida pelo Procase, além do controle de custos e lucros e a parte socioambiental, que são fatores imprescindíveis ao projeto.
estiagem2Patrícia Alves é uma das beneficiárias do projeto produtivo apoiado pelo Procase junto a Associação dos Produtores Artesanais de Juazeirinho, com o objetivo de fortalecer a caprinocultura na região. Através do Procase, a comunidade recebe a implantação de um campo de produção de forragem, aquisição de máquinas para produção e equipamentos de escritório, além de capacitações em produção e armazenamento de forragem.
O Procase é fruto da parceria entre o Governo do Estado da Paraíba e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), organismo das Nações Unidas (ONU), beneficiando 56 municípios do semiárido paraibano, e visa fortalecer a agricultura familiar e contribuir para o desenvolvimento rural sustentável, reduzindo os níveis de pobreza rural e fortalecendo ações de prevenção e mitigação da desertificação.

Assessoria de Comunicação
Jornalista responsável:
Samantha Pimentel
samantha.pimentel@procase.pb.gov.br