Mulher é esfaqueada pelo ex-marido dentro da delegacia enquanto prestava queixa contra ele

Uma mulher foi esfaqueada no final da tarde desta terça-feira (8) enquanto estava na Delegacia da Mulher, em Bayeux, Grande João Pessoa. A vítima prestava queixa contra o ex-marido quando ele entrou no local e desferiu os golpes de faca nela.
Sandra Ribeiro de Sousa sofreu uma facada no tórax e outra no olho direito. Ela foi socorrida imediatamente para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Bayeux, e em seguida transferida para o Hospital de Trauma da capital.
Segundo um dos médicos do Samu que atendeu a mulher, ela está consciente e orientada, e não corre risco de morte. Sandra sofreu ferimentos superficiais, no entanto, corre o risco de perder o olho, uma vez que qualquer ferimento no local já tende a deixar a vítima cega.
O rapaz foi preso em flagrante dentro da delegacia, e após a audiência de custódia, deve responder por tentativa de feminicídio. Identificado como Gabriel Correia, ele já tem passagens pela polícia por tentativas de homicídio com outras ex-mulheres.

Entenda a história

De acordo com a irmã da vítima, Rosilene Ribeiro de Sousa, que concedeu entrevista à TV Tambaú, ela morava com o agressor há quatro anos, mas no ano passado precisou se separar dele em função de violência doméstica. Os dois têm um filho de três anos de idade.
“Pela criança, ela decidiu dar mais uma chance, mas ele continuou. Ela disse a mim que ele queria fazer as coisas com ela a força, ela não queria e jogava ele pra fora do quarto. Muitas vezes ele abusou dela. Tava ameaçando a minha família de morte”, contou Rosilene.
Em função das ameaças, Sandra precisou viajar para morar em São Paulo, e acabou deixando a criança com os pais de seu ex-marido. No último domingo (7), ainda de acordo com sua irmã, ela retornou a João Pessoa, e foi prestar queixa na Delegacia da Mulher de Bayeux contra o rapaz na segunda-feira (8).
A delegada Maria Conceição Casado explicou que ainda na segunda (8), a Delegacia da Mulher, com apoio da Delegacia de Homicídios, mandou uma viatura até a residência do suspeito para encontrá-lo, mas não obteve sucesso.
Já nesta terça-feira (8), ambos foram até a delegacia para prestarem esclarecimentos sobre o caso, e nesse momento houve a agressão, enquanto os dois conversavam. “Quando foi às 16h40, ele entrou na delegacia e trazia com ele uma pequena faca de serra, que não deu para a gente verificar no momento, porque ele também não oferecia nenhum risco”, destacou a delegada.
Maria Conceição também ressaltou que o suspeito já havia sido preso, por tentar matar ex-companheiras em 2011 e 2014. Ele foi preso em flagrante e deve responder por tentativa de feminicídio, se enquadrando também na Lei Maria da Penha.
Por Vitor Feitosa

Uma mulher foi esfaqueada no final da tarde desta terça-feira (8) enquanto estava na Delegacia da Mulher, em Bayeux, Grande João Pessoa. A vítima prestava queixa contra o ex-marido quando ele entrou no local e desferiu os golpes de faca nela.
Sandra Ribeiro de Sousa sofreu uma facada no tórax e outra no olho direito. Ela foi socorrida imediatamente para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Bayeux, e em seguida transferida para o Hospital de Trauma da capital.
Segundo um dos médicos do Samu que atendeu a mulher, ela está consciente e orientada, e não corre risco de morte. Sandra sofreu ferimentos superficiais, no entanto, corre o risco de perder o olho, uma vez que qualquer ferimento no local já tende a deixar a vítima cega.
O rapaz foi preso em flagrante dentro da delegacia, e após a audiência de custódia, deve responder por tentativa de feminicídio. Identificado como Gabriel Correia, ele já tem passagens pela polícia por tentativas de homicídio com outras ex-mulheres.

Entenda a história

De acordo com a irmã da vítima, Rosilene Ribeiro de Sousa, que concedeu entrevista à TV Tambaú, ela morava com o agressor há quatro anos, mas no ano passado precisou se separar dele em função de violência doméstica. Os dois têm um filho de três anos de idade.
“Pela criança, ela decidiu dar mais uma chance, mas ele continuou. Ela disse a mim que ele queria fazer as coisas com ela a força, ela não queria e jogava ele pra fora do quarto. Muitas vezes ele abusou dela. Tava ameaçando a minha família de morte”, contou Rosilene.
Em função das ameaças, Sandra precisou viajar para morar em São Paulo, e acabou deixando a criança com os pais de seu ex-marido. No último domingo (7), ainda de acordo com sua irmã, ela retornou a João Pessoa, e foi prestar queixa na Delegacia da Mulher de Bayeux contra o rapaz na segunda-feira (8).
A delegada Maria Conceição Casado explicou que ainda na segunda (8), a Delegacia da Mulher, com apoio da Delegacia de Homicídios, mandou uma viatura até a residência do suspeito para encontrá-lo, mas não obteve sucesso.
Já nesta terça-feira (8), ambos foram até a delegacia para prestarem esclarecimentos sobre o caso, e nesse momento houve a agressão, enquanto os dois conversavam. “Quando foi às 16h40, ele entrou na delegacia e trazia com ele uma pequena faca de serra, que não deu para a gente verificar no momento, porque ele também não oferecia nenhum risco”, destacou a delegada.
Maria Conceição também ressaltou que o suspeito já havia sido preso, por tentar matar ex-companheiras em 2011 e 2014. Ele foi preso em flagrante e deve responder por tentativa de feminicídio, se enquadrando também na Lei Maria da Penha.
Por Vitor Feitosa