Secretaria de saúde de Queimadas realiza mutirão de combate à dengue no Aníbal Teixeira

mutiraoA Prefeitura de Queimadas, através da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) realizou, na manhã desta terça-feira (8), na área da Unidade Básica da Saúde da Família do Aníbal Teixeira, o mutirão de combate ao mosquito Aedes Aegypti. O evento reuniu profissionais de várias categorias, dentre os quais: agentes de combate às endemias (ACE), agentes comunitários de saúde (ACS), agentes de limpeza urbana, equipe da estratégia saúde da família, além dos desbravadores da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Segundo informações da assessora técnica da Atenção Básica da Sesau, Juliana Barbosa Medeiros, o planejamento do evento surgiu a partir da constatação do número crescente de notificações de infestação do Aedes Aegypti em várias comunidades do município. Essas informações constam de dados devidamente apurados no sistema de informatização utilizado pelos ACS e ACE.

“Planejamos esta ação a partir de quando vislumbramos através do Sistema de Informação composto nos tablet´s dos agentes comunitários de saúde e endemias, o número aumentado de notificações de dengue na área descrita do Aníbal Teixeira. A partir daí, a ação foi traçada”, explicou a supervisora dos ACS, Viviane Pereira.

Durante o mutirão, os participantes foram divididos em grupos, fazendo o trabalho de vigilância casa a casa, orientando e conscientizando à comunidade acerca do combate aos criadouros dos mosquitos e das doenças causadas pelo Aedes Aegypti.

Quando eram visualizados locais suspeitos ou confirmados de procriação, os agentes da limpeza fizeram higienização do local, retirando entulhos e destruindo possíveis focos do mosquito. Além disso, foram distribuídos panfletos, piabas (que são predadores naturais do Aedes) e hipoclorito de sódio à população.

“O objetivo da ação é combater e minimizar os criadouros dos mosquitos, conscientizando a população acerca da responsabilidade social de cada um, convocando as famílias e vizinhos a serem multiplicadores das boas ações e práticas que diminuam a incidência de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya. Doenças estas que tem ocasionado tantos malefícios à sociedade atual”, destacou Juliana Barbosa.

mutiraoA Prefeitura de Queimadas, através da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) realizou, na manhã desta terça-feira (8), na área da Unidade Básica da Saúde da Família do Aníbal Teixeira, o mutirão de combate ao mosquito Aedes Aegypti. O evento reuniu profissionais de várias categorias, dentre os quais: agentes de combate às endemias (ACE), agentes comunitários de saúde (ACS), agentes de limpeza urbana, equipe da estratégia saúde da família, além dos desbravadores da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Segundo informações da assessora técnica da Atenção Básica da Sesau, Juliana Barbosa Medeiros, o planejamento do evento surgiu a partir da constatação do número crescente de notificações de infestação do Aedes Aegypti em várias comunidades do município. Essas informações constam de dados devidamente apurados no sistema de informatização utilizado pelos ACS e ACE.

“Planejamos esta ação a partir de quando vislumbramos através do Sistema de Informação composto nos tablet´s dos agentes comunitários de saúde e endemias, o número aumentado de notificações de dengue na área descrita do Aníbal Teixeira. A partir daí, a ação foi traçada”, explicou a supervisora dos ACS, Viviane Pereira.

Durante o mutirão, os participantes foram divididos em grupos, fazendo o trabalho de vigilância casa a casa, orientando e conscientizando à comunidade acerca do combate aos criadouros dos mosquitos e das doenças causadas pelo Aedes Aegypti.

Quando eram visualizados locais suspeitos ou confirmados de procriação, os agentes da limpeza fizeram higienização do local, retirando entulhos e destruindo possíveis focos do mosquito. Além disso, foram distribuídos panfletos, piabas (que são predadores naturais do Aedes) e hipoclorito de sódio à população.

“O objetivo da ação é combater e minimizar os criadouros dos mosquitos, conscientizando a população acerca da responsabilidade social de cada um, convocando as famílias e vizinhos a serem multiplicadores das boas ações e práticas que diminuam a incidência de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya. Doenças estas que tem ocasionado tantos malefícios à sociedade atual”, destacou Juliana Barbosa.