Segurança de posto mata frentista e fere mulher a tiros em Sousa

Um frentista foi assassinado e uma mulher ferida a tiros em um posto de combustíveis, na manhã deste domingo (20), na cidade de Sousa, no Sertão paraibano.
José Nilton Estrela Dantas e Claudiana Pereira da Silva estavam na lanchonete do posto Chabocão e teriam se desentendido com o segurança do local, Francisco Fábio Calixto de Alencar, que sacou a arma e atirou contra o casal.
As vítimas foram socorridas para o Hospital Regional de Sousa. José Nilton, que trabalhava em outro posto, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. O Estado de saúde de Claudiana inspira cuidados. Ela foi atingida com um tiro no crânio.
De acordo com a Polícia Militar, o crime foi motivado porque a vítima foi tomar satisfação porque o suspeito teria batido em um sobrinho.
A Polícia Militar está fazendo diligências para localizar o suspeito que continua foragido. A polícia divulgou um comunicado onde pede a colaboração da população para prendê-lo.
O caso está investigado pela Delegacia de Homicídios e Entorpecentes (DHE) de Sousa.
MaisPB

Um frentista foi assassinado e uma mulher ferida a tiros em um posto de combustíveis, na manhã deste domingo (20), na cidade de Sousa, no Sertão paraibano.
José Nilton Estrela Dantas e Claudiana Pereira da Silva estavam na lanchonete do posto Chabocão e teriam se desentendido com o segurança do local, Francisco Fábio Calixto de Alencar, que sacou a arma e atirou contra o casal.
As vítimas foram socorridas para o Hospital Regional de Sousa. José Nilton, que trabalhava em outro posto, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. O Estado de saúde de Claudiana inspira cuidados. Ela foi atingida com um tiro no crânio.
De acordo com a Polícia Militar, o crime foi motivado porque a vítima foi tomar satisfação porque o suspeito teria batido em um sobrinho.
A Polícia Militar está fazendo diligências para localizar o suspeito que continua foragido. A polícia divulgou um comunicado onde pede a colaboração da população para prendê-lo.
O caso está investigado pela Delegacia de Homicídios e Entorpecentes (DHE) de Sousa.
MaisPB