Polícia prende namorada de jovem assassinado em posto de combustíveis. Ela é acusada de colaborar para o crime

Policiais da Delegacia de Homicídios prenderam em situação de flagrante duas pessoas envolvidas na morte de um adolescente em um posto de gasolina nas imediações do Viaduto, no Centro de Campina Grande, por volta das 18h20 desta sexta-feira (18/05).
A vítima foi Marco Antônio do Nascimento Sousa, de 17 anos.
Três outros envolvidos estão foragidos.
A namorada dele, Renata Kelli dos Reis, de 19 anos, teria, segundo a PC, ajudado os assassinos e apontado o local onde Marco estaria.
O outro preso é o entregador de gás Josenildo do Nascimento.
O adolescente foi morto com sete disparos de pistola “.40”.
“Marco Antônio morava em Lagoa Seca e tinha uma namorada em Campina Grande. Ele saiu de Lagoa Seca e marcou um encontro com ela no posto de gasolina. Lá ele iria buscá-la e lavá-la para a casa dele para eles ficarem juntos”, disse a delegada Suellane Guimarães em entrevista a Patrulha da Cidade/TV Borborema nesta segunda (21).
Suelane contou que “não sabia ele que essa ‘namoradinha’ tinha outros amigos que tinham intenção de matá-lo. Ela passou as informações para os amigos dela que, sabendo onde o rapaz estava (Marco Antônio), foram lá e o executaram”.
Renata e Josenildo foram presos no final de semana
O motivo do crime, acrescentou a policial, “seria uma retaliação a outro homicídio onde o Marco Antônio foi suspeito de matar um adolescente em Massaranduba em fevereiro do ano passado. Ele (Marco) chegou a ser apreendido por este crime”.
Já os três foragidos foram procurados na casa de um deles no Bairro Belo Monte.
Esta residência é tida como “ponto de tráfico de droga”, afirmou a policial
Inclusive na casa foram apreendidas duas adolescentes e uma adulta com vasta quantidade de droga (crack, loló), além de uma balança de precisão.
Chamou a atenção dos policiais uma espécie de regra que tinha na casa.
Estavam escritos num papel as “normas” que os frequentadores teriam que seguir.
Os foragidos Robson “bilu”, Thiago Felipe e Márcio Dias são acusados de executar e arquitetar a morte de Marco que morava em “Cachoeira de Pedra D’água”, entre Lagoa Seca e Massaranduba.
Blog de Renato Diniz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *