Zidane anuncia saída do Real: “É melhor mudar para não seguir e fazer besteiras”

zidaneA trajetória de Zinedine Zidane como comandante do Real Madrid chegou ao fim. Campeão europeu pela terceira vez seguida no último sábado, o francês decidiu deixar o comando da equipe após dois anos e meio. Zizou fez o anúncio de sua decisão na manhã desta quinta-feira, ao convocar uma entrevista coletiva de forma surpreendente, ao lado do presidente Florentino Pérez.
– Eu tomei a decisão de não continuar como técnico do Real Madrid. É um momento estranho, mas esse time precisa de uma mudança para continuar vencendo, precisa de outro discurso, outra metodologia de trabalho. E é por isso que tomei essa decisão – explicou o treinador em seu anúncio.
Zidane fez questão de repetir diversas vezes que sua decisão de sair justamente em um momento vencedor se deu por conta da necessidade da equipe de ter um fato novo para as próximas temporadas. O comandante deixou claro que vislumbrava para as próximas temporadas uma maior dificuldade para conquistar títulos.
“Depois de três anos, é uma decisão minha, e posso errar, mas acho que é o momento. Não vejo de forma clara que vamos seguir ganhando. Não vejo as coisas claras como eu quero. Chega um momento que se diz que é melhor mudar para não seguir e fazer besteiras”.
O presidente Florentino Pérez, que acompanhou Zizou durante o anúncio e a entrevista coletiva do técnico, não conseguiu esconder sua surpresa com a decisão do treinador – que é o primeiro a deixar o Santiago Bernabéu por vontade própria, e não por uma demissão, em toda a gestão do mandatário.
– Depois de ganhar uma copa europeia, é uma decisão inesperada, mas só podemos aceitar a decisão e respeitá-la. A mim, causou um grande impacto quando soube da decisão. Gostaria de convencê-lo, mas sei como é. Quero agradecer sua entrega, carinho e tudo que fez pelo Real Madrid nestes anos. Não é uma despedida, é um “até logo”. Mas, sim, precisa de descanso, e também merece – disse Florentino.
O francês fez questão de agradecer à torcida por todo o carinho recebido desde que assumiu o comando do clube, em janeiro de 2016, e recordou até mesmo o quanto contava com a boa vontade dos fãs em sua época de jogador. Lembrando sua trajetória no clube como atleta e agora como treinador, o astro deixou as portas abertas para um retorno.
– Claro que pode ser um “até logo”. O Real me deu tudo, e vou estar por aqui, perto deste clube toda a vida. A decisão para muitos não tem sentido, mas para mim, sim. É o momento de fazer uma mudança – completou.

G1

zidaneA trajetória de Zinedine Zidane como comandante do Real Madrid chegou ao fim. Campeão europeu pela terceira vez seguida no último sábado, o francês decidiu deixar o comando da equipe após dois anos e meio. Zizou fez o anúncio de sua decisão na manhã desta quinta-feira, ao convocar uma entrevista coletiva de forma surpreendente, ao lado do presidente Florentino Pérez.
– Eu tomei a decisão de não continuar como técnico do Real Madrid. É um momento estranho, mas esse time precisa de uma mudança para continuar vencendo, precisa de outro discurso, outra metodologia de trabalho. E é por isso que tomei essa decisão – explicou o treinador em seu anúncio.
Zidane fez questão de repetir diversas vezes que sua decisão de sair justamente em um momento vencedor se deu por conta da necessidade da equipe de ter um fato novo para as próximas temporadas. O comandante deixou claro que vislumbrava para as próximas temporadas uma maior dificuldade para conquistar títulos.
“Depois de três anos, é uma decisão minha, e posso errar, mas acho que é o momento. Não vejo de forma clara que vamos seguir ganhando. Não vejo as coisas claras como eu quero. Chega um momento que se diz que é melhor mudar para não seguir e fazer besteiras”.
O presidente Florentino Pérez, que acompanhou Zizou durante o anúncio e a entrevista coletiva do técnico, não conseguiu esconder sua surpresa com a decisão do treinador – que é o primeiro a deixar o Santiago Bernabéu por vontade própria, e não por uma demissão, em toda a gestão do mandatário.
– Depois de ganhar uma copa europeia, é uma decisão inesperada, mas só podemos aceitar a decisão e respeitá-la. A mim, causou um grande impacto quando soube da decisão. Gostaria de convencê-lo, mas sei como é. Quero agradecer sua entrega, carinho e tudo que fez pelo Real Madrid nestes anos. Não é uma despedida, é um “até logo”. Mas, sim, precisa de descanso, e também merece – disse Florentino.
O francês fez questão de agradecer à torcida por todo o carinho recebido desde que assumiu o comando do clube, em janeiro de 2016, e recordou até mesmo o quanto contava com a boa vontade dos fãs em sua época de jogador. Lembrando sua trajetória no clube como atleta e agora como treinador, o astro deixou as portas abertas para um retorno.
– Claro que pode ser um “até logo”. O Real me deu tudo, e vou estar por aqui, perto deste clube toda a vida. A decisão para muitos não tem sentido, mas para mim, sim. É o momento de fazer uma mudança – completou.

G1