Polícia confirma sequestro em Assis e acha idosa de 86 anos em cativeiro

A Polícia Civil, em uma operação conjunta com a Polícia Militar, encontrou nesta sexta-feira (8) a idosa de 86 anos que estava desaparecida desde a noite de quarta-feira (6) em Assis e confirmou que a mulher foi vítima de sequestro. Um dos criminosos envolvido na ação foi preso.
A idosa estava em um cativeiro no bairro Santa Clara. Na casa, ainda em construção e bastante suja, ela foi mantida amarrada e deitada no chão de um quarto escuro, segundo informações da polícia. Após ser localizada, a vítima foi encaminhada para atendimento médico.
A polícia passou a investigar o caso depois de ser acionada por uma testemunha que viu a idosa e o filho serem abordados pelos criminosos próximo ao Mercado Municipal.
Por volta das 23 horas, os criminosos obrigaram o filho, de 47 anos, a entrar no porta-malas do próprio carro e fugiram levando as duas vítimas. Horas depois, o homem foi liberado e, segundo o que ele informou aos policiais, os criminosos exigiram R$ 20 mil para liberar a idosa.

O dinheiro deveria ser entregue no local combinado ao meio-dia da quinta-feira (7). A polícia foi até o local, mas não encontrou ninguém. Somente o carro da vítima foi recuperado e foram iniciadas as buscas pela idosa.
No local do cativeiro, um dos suspeitos foi preso. Ele já tinha passagens pela polícia e seria integrante de uma facção criminosa. O caso segue sob investigação, a polícia tenta agora identificar os outros envolvidos no crime.

G1

A Polícia Civil, em uma operação conjunta com a Polícia Militar, encontrou nesta sexta-feira (8) a idosa de 86 anos que estava desaparecida desde a noite de quarta-feira (6) em Assis e confirmou que a mulher foi vítima de sequestro. Um dos criminosos envolvido na ação foi preso.
A idosa estava em um cativeiro no bairro Santa Clara. Na casa, ainda em construção e bastante suja, ela foi mantida amarrada e deitada no chão de um quarto escuro, segundo informações da polícia. Após ser localizada, a vítima foi encaminhada para atendimento médico.
A polícia passou a investigar o caso depois de ser acionada por uma testemunha que viu a idosa e o filho serem abordados pelos criminosos próximo ao Mercado Municipal.
Por volta das 23 horas, os criminosos obrigaram o filho, de 47 anos, a entrar no porta-malas do próprio carro e fugiram levando as duas vítimas. Horas depois, o homem foi liberado e, segundo o que ele informou aos policiais, os criminosos exigiram R$ 20 mil para liberar a idosa.

O dinheiro deveria ser entregue no local combinado ao meio-dia da quinta-feira (7). A polícia foi até o local, mas não encontrou ninguém. Somente o carro da vítima foi recuperado e foram iniciadas as buscas pela idosa.
No local do cativeiro, um dos suspeitos foi preso. Ele já tinha passagens pela polícia e seria integrante de uma facção criminosa. O caso segue sob investigação, a polícia tenta agora identificar os outros envolvidos no crime.

G1