SENAI PB recebe recursos do BNB para desenvolvimento de tecnologia que permite confecção de peças 3D em série

492707074

O SENAI foi a única instituição na Paraíba que conseguiu aprovar projeto no Edital ETENE/FUNDECI 02/2015 do Banco do Nordeste – BNB.
O Projeto “Sistema de Sinterização Seletiva a Laser (SLS) para nylon, e Policaprolactona (PCL) Biocompatível” busca desenvolver um Sistema de Sinterização Seletiva a Laser (SLS) de baixo custo, com aplicação inicialmente, na bioengenharia, a exemplo de estruturas biomédicas, como em tecidos ósseos, engenharia de tecidos, órgãos artificiais e biomateriais, não obstante, abrindo amplas possibilidades para, a partir do domínio da tecnologia, ser também utilizado em materiais metálicos.
A técnica utiliza um raio laser para fundir, de forma seletiva, materiais em pó como nylon com ou sem fibra de vidro, partindo de um arquivo modelado por computador através de software de engenharia, este modelo 3D começa a ter forma quando enviado para o equipamento tendo possibilidade de produzir peças em lotes. A tecnologia tem capacidade de construir peças com geometrias complexas, dando liberdade aos engenheiros e designers de construir peças que na manufatura normal seria impossível de construir.
Todo o desenvolvimento do Projeto será feito pelo SENAI da Paraíba através do Centro de Inovação e Tecnologia Industrial – CITI, juntamente com Universidade Federal de Campina Grande – UFCG.
Com a iniciativa do SENAI da Paraíba, a América Latina se coloca como um potencial mercado para esse Sistema SLS, já que inicialmente não foi identificado desenvolvedores deste sistema na região do Continente Americano.
No Brasil, ainda não existe, seja na Academia ou na Indústria, o domínio da produção de um Sistema de Sinterização Seletiva a Laser (SLS). Com o desenvolvimento do projeto vislumbra-se um mercado potencial no país, com a vantagem que o mesmo pode ser desenvolvido a um custo relativamente baixo, mesmo comparando com o valor de um sistema, já concebido, de SLS do mercado.

O Edital ETENE/FUNDECI do Banco do Nordeste é pioneiro no fomento à pesquisa e à difusão de tecnologias direcionadas às atividades produtivas da área de atuação do Banco, contribuindo para a superação de gargalos do setor produtivo e minimizando o risco operacional do Banco. Seu objetivo é o desenvolvimento tecnológico, a validação e a difusão de tecnologias compatíveis com as peculiaridades regionais, considerando-se os aspectos econômicos, sociais, ambientais e culturais do setor produtivo.
O SENAI PB através das suas Unidades Operacionais e dos Institutos de Tecnologia vem ao longo do tempo gerando soluções e tecnologias para a implantação do plano de atendimento às indústrias do Estado em busca do aumento da sua competitividade e contribuição para o avanço da Indústria 4.0 no Estado e no Brasil.
Informações adicionais podem ser obtidas através do telefone: (83) 3182 – 0215.

Foto/Créditos: SENAI ES.

492707074

O SENAI foi a única instituição na Paraíba que conseguiu aprovar projeto no Edital ETENE/FUNDECI 02/2015 do Banco do Nordeste – BNB.
O Projeto “Sistema de Sinterização Seletiva a Laser (SLS) para nylon, e Policaprolactona (PCL) Biocompatível” busca desenvolver um Sistema de Sinterização Seletiva a Laser (SLS) de baixo custo, com aplicação inicialmente, na bioengenharia, a exemplo de estruturas biomédicas, como em tecidos ósseos, engenharia de tecidos, órgãos artificiais e biomateriais, não obstante, abrindo amplas possibilidades para, a partir do domínio da tecnologia, ser também utilizado em materiais metálicos.
A técnica utiliza um raio laser para fundir, de forma seletiva, materiais em pó como nylon com ou sem fibra de vidro, partindo de um arquivo modelado por computador através de software de engenharia, este modelo 3D começa a ter forma quando enviado para o equipamento tendo possibilidade de produzir peças em lotes. A tecnologia tem capacidade de construir peças com geometrias complexas, dando liberdade aos engenheiros e designers de construir peças que na manufatura normal seria impossível de construir.
Todo o desenvolvimento do Projeto será feito pelo SENAI da Paraíba através do Centro de Inovação e Tecnologia Industrial – CITI, juntamente com Universidade Federal de Campina Grande – UFCG.
Com a iniciativa do SENAI da Paraíba, a América Latina se coloca como um potencial mercado para esse Sistema SLS, já que inicialmente não foi identificado desenvolvedores deste sistema na região do Continente Americano.
No Brasil, ainda não existe, seja na Academia ou na Indústria, o domínio da produção de um Sistema de Sinterização Seletiva a Laser (SLS). Com o desenvolvimento do projeto vislumbra-se um mercado potencial no país, com a vantagem que o mesmo pode ser desenvolvido a um custo relativamente baixo, mesmo comparando com o valor de um sistema, já concebido, de SLS do mercado.

O Edital ETENE/FUNDECI do Banco do Nordeste é pioneiro no fomento à pesquisa e à difusão de tecnologias direcionadas às atividades produtivas da área de atuação do Banco, contribuindo para a superação de gargalos do setor produtivo e minimizando o risco operacional do Banco. Seu objetivo é o desenvolvimento tecnológico, a validação e a difusão de tecnologias compatíveis com as peculiaridades regionais, considerando-se os aspectos econômicos, sociais, ambientais e culturais do setor produtivo.
O SENAI PB através das suas Unidades Operacionais e dos Institutos de Tecnologia vem ao longo do tempo gerando soluções e tecnologias para a implantação do plano de atendimento às indústrias do Estado em busca do aumento da sua competitividade e contribuição para o avanço da Indústria 4.0 no Estado e no Brasil.
Informações adicionais podem ser obtidas através do telefone: (83) 3182 – 0215.

Foto/Créditos: SENAI ES.