Cabo é expulso da PM acusado de homicídio em Campina

Fernando Alves de Melo foi expulso da Polícia Militar, onde atuava como cabo, conforme portaria assinada pelo comandante-geral Euller Chaves, no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (3).
Segundo o documento, ele foi condenado pelo crime de homicídio duplamente qualificado contra Célio M. G. da Silva, que ocorreu em agosto de 2000, na cidade de Campina Grande. Fernando Alves foi condenado a 18 anos e seis meses de prisão e a ação penal com a condenação transitou em julgado em 17 de fevereiro de 2017.
Ainda conforme a portaria, o cabo agiu intencional e deliberadamente em desacordo com os preceitos disciplinares, morais e éticos da Corporação, tornando-se, assim, um mau exemplo perante os dignos homens e mulheres da Polícia Militar.
Portalcorreio

Fernando Alves de Melo foi expulso da Polícia Militar, onde atuava como cabo, conforme portaria assinada pelo comandante-geral Euller Chaves, no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (3).
Segundo o documento, ele foi condenado pelo crime de homicídio duplamente qualificado contra Célio M. G. da Silva, que ocorreu em agosto de 2000, na cidade de Campina Grande. Fernando Alves foi condenado a 18 anos e seis meses de prisão e a ação penal com a condenação transitou em julgado em 17 de fevereiro de 2017.
Ainda conforme a portaria, o cabo agiu intencional e deliberadamente em desacordo com os preceitos disciplinares, morais e éticos da Corporação, tornando-se, assim, um mau exemplo perante os dignos homens e mulheres da Polícia Militar.
Portalcorreio