Mergulhadores encontram restos de submarino nazista desaparecido há 75 anos

restoDepois de muitos anos de busca, um grupo de mergulhadores finalmente encontrou os restos de um submarino nazista usado na Segunda Guerra Mundial. Ele foi encontrado na costa da Galícia, no noroeste da Espanha.
O submarino U-966 Gut Holz, que significa literalmente “boa madeira”, afundou em novembro de 1943 durante um ataque aéreo das forças aliadas.
A embarcação, que tinha quase 70 metros de comprimento, foi seriamente danificada no bombardeio. A tripulação alemã então instalou bombas-relógio no local e abandonou o submarino antes das explosões.
Oito tripulantes alemães morreram no episódio. Outras 52 pessoas, o restante da tripulação, conseguiu chegar à terra firme.
Depois de vários anos de busca em uma zona de acesso muito difícil por causa das condições marítimas, de clima e do solo rochoso, três mergulhadores espanhóis conseguiram avistar pela primeira vez os restos do submarino perdido há 75 anos.

Batalhas na costa da Espanha
Em 10 de novembro de 1943, a marinha americana e a força aérea britânica atacaram o submarino U-966 Gut Holz durante todo o dia.
resto2Os alemães se defenderam e derrubaram um avião britânico. Porém, depois de conseguir escapar ligeiramente, o submarino foi atingido por outro bombardeio da força área britânica.
Quase 75 anos depois, os mergulhadores encontraram os restos da embarcação alemã a cerca de 25 metros de profundidade, próximo de uma área conhecida como Estaca de Bares.
Segundo a imprensa local, os mergulhadores encontraram peças soltas e o que seria um pedaço do casco.
“Os alemães afundaram o submarino porque estavam desesperados, sabiam que suas horas estavam contadas. Os aviões dos Aliados estavam atacando por todas as partes. Foi uma situação de emergência”, disse Yago Abilleira, mergulhador e pesquisador de história naval, ao jornal La voz de Galicia.
Ele explicou que os restos do submarino estão totalmente dispersos por causa das explosões e da ação do mar.
Antes de ser abatido, o U-966 voltava de uma operação na costa dos Estados Unidos. Foi quando ele foi detectado pelas forças aliadas.
Esse tipo de submarino infligiu enormes danos às forças de combate à Alemanha durante a guerra, atacando comboios de suprimentos e navios.
O “Gut Holz” era praticamente novo quando afundou: havia sido inaugurado naquele mesmo ano de 1943. Ele foi utilizado por apenas 10 meses.
Na época, a Espanha era uma ditadura comandada pelo general Francisco Franco. Oficialmente, o país ficou neutro durante a guerra, mas ofereceu ajuda à Alemanha nazista de várias maneiras.
Essa relação de amizade permitiu que a tripulação alemã que sobreviveu ao naufrágio do U-966 retornasse com vida ao país natal.
De acordo com uma página alemã de história naval, a ubootarchiv.de, três barcos pesqueiros locais resgataram 44 membros da tripulação que se mantiveram a salvo na costa da Galícia.
O site conta que o comandante do submarino, Eckehard Wolf, voltou para a Alemanha um ano depois, em novembro de 1944. Ele usou um nome falso.
G1

restoDepois de muitos anos de busca, um grupo de mergulhadores finalmente encontrou os restos de um submarino nazista usado na Segunda Guerra Mundial. Ele foi encontrado na costa da Galícia, no noroeste da Espanha.
O submarino U-966 Gut Holz, que significa literalmente “boa madeira”, afundou em novembro de 1943 durante um ataque aéreo das forças aliadas.
A embarcação, que tinha quase 70 metros de comprimento, foi seriamente danificada no bombardeio. A tripulação alemã então instalou bombas-relógio no local e abandonou o submarino antes das explosões.
Oito tripulantes alemães morreram no episódio. Outras 52 pessoas, o restante da tripulação, conseguiu chegar à terra firme.
Depois de vários anos de busca em uma zona de acesso muito difícil por causa das condições marítimas, de clima e do solo rochoso, três mergulhadores espanhóis conseguiram avistar pela primeira vez os restos do submarino perdido há 75 anos.

Batalhas na costa da Espanha
Em 10 de novembro de 1943, a marinha americana e a força aérea britânica atacaram o submarino U-966 Gut Holz durante todo o dia.
resto2Os alemães se defenderam e derrubaram um avião britânico. Porém, depois de conseguir escapar ligeiramente, o submarino foi atingido por outro bombardeio da força área britânica.
Quase 75 anos depois, os mergulhadores encontraram os restos da embarcação alemã a cerca de 25 metros de profundidade, próximo de uma área conhecida como Estaca de Bares.
Segundo a imprensa local, os mergulhadores encontraram peças soltas e o que seria um pedaço do casco.
“Os alemães afundaram o submarino porque estavam desesperados, sabiam que suas horas estavam contadas. Os aviões dos Aliados estavam atacando por todas as partes. Foi uma situação de emergência”, disse Yago Abilleira, mergulhador e pesquisador de história naval, ao jornal La voz de Galicia.
Ele explicou que os restos do submarino estão totalmente dispersos por causa das explosões e da ação do mar.
Antes de ser abatido, o U-966 voltava de uma operação na costa dos Estados Unidos. Foi quando ele foi detectado pelas forças aliadas.
Esse tipo de submarino infligiu enormes danos às forças de combate à Alemanha durante a guerra, atacando comboios de suprimentos e navios.
O “Gut Holz” era praticamente novo quando afundou: havia sido inaugurado naquele mesmo ano de 1943. Ele foi utilizado por apenas 10 meses.
Na época, a Espanha era uma ditadura comandada pelo general Francisco Franco. Oficialmente, o país ficou neutro durante a guerra, mas ofereceu ajuda à Alemanha nazista de várias maneiras.
Essa relação de amizade permitiu que a tripulação alemã que sobreviveu ao naufrágio do U-966 retornasse com vida ao país natal.
De acordo com uma página alemã de história naval, a ubootarchiv.de, três barcos pesqueiros locais resgataram 44 membros da tripulação que se mantiveram a salvo na costa da Galícia.
O site conta que o comandante do submarino, Eckehard Wolf, voltou para a Alemanha um ano depois, em novembro de 1944. Ele usou um nome falso.
G1