França vence a Bélgica e vai para a sua terceira final de Copa do Mundo

franA França venceu a Bélgica e chegou à final da Copa. Nos últimos seis mundiais, essa é a terceira vez que os franceses chegam à decisão.
Antes de o jogo começar, as câmeras mostravam os atacantes de cada time. França e Bélgica tinham vários craques para decidir e o primeiro tempo começou a mil. Mbappé arrancou pela direita em segundos. Hazard pela esquerda mostrava que era capaz de fazer o mesmo.
E os belgas na primeira meia hora mostraram a confiança de um time que venceu o Brasil. Hazard chutou perto. Novamente ele faz boa jogada e Varane salvou a França. Um zagueiro Aldewereid obrigou Lloris a fazer grande defesa. Mas, ao atacar muito, a Bélgica deixou espaços atrás. Mbappé deu ótimo passe que Giroud desperdiçou. Novamente o jovem atacante francês deixou um companheiro na cara do gol. Pavard chutou e Courtois desviou bem.
No último lance do primeiro tempo Umtiti falhou e quase complicou a França. Mas no segundo tempo os franceses começaram melhor. Griezman bateu o corner. Umtiti na primeira trave desviou e fez o gol. A bola parada novamente fazia a diferença nessa Copa. Fellaini também toca levemente a bola. França 1 a 0.
Começava para a Bélgica o sufoco que o Brasil passou. O relógio corria rápido demais, como o ataque francês. Mbappé começou a mostrar que é bem mais que um velocista. E se o centroavante Giroud fosse um pouquinho melhor, a França teria feito mais gols.
A Bélgica, a rigor, teve uma chance boa em uma bola que sobrou para De Bruyne encher o pé, mas ele pegou mal. A marcação francesa era boa. Contra Umtiti, autor do gol, a frustração dos belgas só permitiu uma bolada com a força de um soco. No final, em um jogo tão equilibrado, a vitória era da França, a Bélgica é que foi a nocaute.
A França agora vai para a sua terceira final em Copas. Venceu em 1998 contra o Brasil. Perdeu em 2006 para a Itália. Na quarta-feira (11) vai saber qual será o adversário: Inglaterra ou Croácia? Mas vai para a final se sentindo favorita e para tentar o bicampeonato 20 anos depois.
E eles podem ter no banco um bicampeão: Deschamps era meio-campista da França campeã de 1998. “Quero vencer a decisão. Até hoje não digeri a derrota na final da Eurocopa, dois anos atrás. Amanhã vamos ficar no sofá assistindo à definição do nosso adversário”, disse Deschamps, a 90 minutos de fazer história outra vez.
G1

franA França venceu a Bélgica e chegou à final da Copa. Nos últimos seis mundiais, essa é a terceira vez que os franceses chegam à decisão.
Antes de o jogo começar, as câmeras mostravam os atacantes de cada time. França e Bélgica tinham vários craques para decidir e o primeiro tempo começou a mil. Mbappé arrancou pela direita em segundos. Hazard pela esquerda mostrava que era capaz de fazer o mesmo.
E os belgas na primeira meia hora mostraram a confiança de um time que venceu o Brasil. Hazard chutou perto. Novamente ele faz boa jogada e Varane salvou a França. Um zagueiro Aldewereid obrigou Lloris a fazer grande defesa. Mas, ao atacar muito, a Bélgica deixou espaços atrás. Mbappé deu ótimo passe que Giroud desperdiçou. Novamente o jovem atacante francês deixou um companheiro na cara do gol. Pavard chutou e Courtois desviou bem.
No último lance do primeiro tempo Umtiti falhou e quase complicou a França. Mas no segundo tempo os franceses começaram melhor. Griezman bateu o corner. Umtiti na primeira trave desviou e fez o gol. A bola parada novamente fazia a diferença nessa Copa. Fellaini também toca levemente a bola. França 1 a 0.
Começava para a Bélgica o sufoco que o Brasil passou. O relógio corria rápido demais, como o ataque francês. Mbappé começou a mostrar que é bem mais que um velocista. E se o centroavante Giroud fosse um pouquinho melhor, a França teria feito mais gols.
A Bélgica, a rigor, teve uma chance boa em uma bola que sobrou para De Bruyne encher o pé, mas ele pegou mal. A marcação francesa era boa. Contra Umtiti, autor do gol, a frustração dos belgas só permitiu uma bolada com a força de um soco. No final, em um jogo tão equilibrado, a vitória era da França, a Bélgica é que foi a nocaute.
A França agora vai para a sua terceira final em Copas. Venceu em 1998 contra o Brasil. Perdeu em 2006 para a Itália. Na quarta-feira (11) vai saber qual será o adversário: Inglaterra ou Croácia? Mas vai para a final se sentindo favorita e para tentar o bicampeonato 20 anos depois.
E eles podem ter no banco um bicampeão: Deschamps era meio-campista da França campeã de 1998. “Quero vencer a decisão. Até hoje não digeri a derrota na final da Eurocopa, dois anos atrás. Amanhã vamos ficar no sofá assistindo à definição do nosso adversário”, disse Deschamps, a 90 minutos de fazer história outra vez.
G1