O dom de cuidar

Algumas pessoas têm o dom de cuidar.
Dia desses, vi uma menininha beijando uma árvore depois de ter molhado umas plantinhas que estavam do outro lado do jardim.
A mãe, que observava ao meu lado, disse que ela ama cuidar das plantinhas.
Que, com ela, todas vivem bonitas, crescem.
Alguns cuidam de plantas, outros de pessoas.
Ele tem o dom de cuidar de pessoas.
Rapidamente torna-se responsável por aquelas que estão ao seu redor. Por seu bem estar físico e emocional.
As crianças gostam de sua presença, sentem-se seguras ao seu lado.
Ao tornar-se instrutor, seus pequenos atletas ouvem a sua voz e atendem, com alegria, as orientações por ele dadas.
E, quanto mais o tempo de convivência aumenta, mais carinho, respeito e admiração vão tendo por Ele. Não só os atletas, mas também suas famílias, pois veem que o cuidado e desvelo dispensados são reais, sinceros.
Por isso, quando chegou o dia em que tiveram suas vidas por um fio, se voltaram para Ele.
Todas.
E Ele, exercendo sua liderança já constituída, ensinou a maneira certa de respirar, o jeito certo de se concentrar para manter a calma e as manteve vivas e esperançosas até que tudo terminou.
Ele tem o dom de cuidar de pessoas.
De abrir mão dos próprios sonhos para cuidar de quem dele precisa.
Por isso, deixou o monastério quando sua avó precisou de cuidados.
Por isso, abriu mão da água e comida que eram suas para que seus atletas comecem.
Ele tem o dom de cuidar de pessoas.
E, cuidando delas, fazendo diferença em suas vidas, tornou-se inesquecível para seus 12 atletas.
Tornou-se um exemplo para o mundo.
Vivi Antunes é ajuntadora de letrinhas e assim o faz às segundas, quartas e sextas no www.viviantunes.com.br

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial