Policia apura se 2 homens que tiveram prisão decretada por homicídio têm ligação com morte de Marielle

A Justiça decretou nesta quinta-feira (26) a prisão preventiva de acusados de um homicídio que ocorreu em novembro de 2015, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, entre eles, Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando Curicica, investigado também pela morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.
Além de Orlando, o juiz da 4ª Vara Criminal da Capital decretou a prisão preventiva de William da Silva Sant’Anna, Guilherme Anderson Olivieira Christensen e Renato Nascimento dos Santos, acusados pela morte de Rafael Freitas Pacheco Silva e pela tentativa de homicídio contra Raquel Ferreira da Costa, após efetuarem vários tiros contra as vítimas.
A polícia vai investigar se William e Renato, que tiveram a prisão decretada pela Justiça nesta quarta, têm ligação com a morte de Marielle e Anderson. Segundo investigadores, eles foram identificados pela mesma testemunha que apontou o miliciano Orlando Oliveira de Araújo e o vereador Marcelo Siciliano, do PHS, como mandantes do assassinato de Marielle. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.
Na terça-feira (24), a polícia informou que também está investigando outros dois suspeitos de participarem da execução. Eles foram presos por envolvimento em outro homicídio e também foram identificados pela principal testemunha do caso da vereadora.
G1

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial