‘Guilherme foi morto com pancada na cabeça’, diz polícia

O caso do menino Guilherme, desaparecido no mês de fevereiro, ganhou novos capítulos nesta última semana e o mais recente deles foi a confirmação de que o garoto foi realmente assassinado com um trauma na região da cabeça, segundo confirmou o delegado Marcos Paulo.
O titular confirmou que a informação afasta a possibilidade que ainda existia de forma remota, do garoto não ter sido morto de maneira criminosa. “Afastamos a hipótese de que Guilherme não tenha sido assassinado. Agora vamos focar só no homicídio, não há nenhuma dúvida de que foi homicídio”, disse.
O laudo final feito pelo Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC-PB) deve ser divulgado na semana que vem. O documento vai constatar detalhes da ação que ocasionou a morte da criança.
Marcos Paulo ainda revelou que a principal suspeita é que o assassino tenha sido alguém próximo do garoto. “A possibilidade é que tenha sido alguém conhecido. O local onde foi encontrado o corpo é de difícil acesso, então ela provavelmente não foi morta lá, mas levada até lá. Estava enterrada numa cova rasa”, revelou.
Portalcorreio

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial