Ibope: 45% dos eleitores se dizem ‘pessimistas’ ou ‘muito pessimistas’ com a eleição presidencial de 2018

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (2) mostra que quase metade do eleitorado (45% dos entrevistados) se diz “pessimista” ou “muito pessimista” com a eleição deste ano para presidente da República.

>> Saiba quais são os candidatos a presidente confirmados
De acordo com o instituto de pesquisa, o elevado pessimismo resulta em baixo interesse do eleitorado pelas eleições de outubro.
O Ibope afirma que, entre os eleitores do sexo feminino, 47% se declararam pessimistas na pesquisa – 18% das mulheres entrevistadas se disseram otimistas. Entre os homens, informou o Ibope, 43% se dizem pessimistas e 28%, otimistas.
O levantamento do Ibope, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizado entre os dias 21 e 24 de junho e ouviu 2 mil pessoas. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.
Já o nível de confiança da pesquisa divulgada nesta quinta-feira, segundo o Ibope, é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos percentuais, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

Interesse pelas eleições de 2018
A pesquisa do Ibope também aponta que 38% dos eleitores afirmam que não têm “nenhum interesse” nas eleições de outubro e outros 23% “têm pouco interesse”, o que soma 61% dos entrevistados. Já os que disseram ter “muito interesse” ou “interesse médio” somam 38%.

Importância das eleições
Apesar da demonstração de pessimismo do eleitorado identificada pela pesquisa, de maneira geral, os brasileiros afirmaram acreditar nas eleições e na importância do voto.
Segundo o levantamento, a maioria dos eleitores avalia que as eleições deste ano podem melhorar o Brasil.

>> A eleição tem potencial de mudar o país para melhor?
• Concorda totalmente: 46%
• Concorda em parte: 24%
• É indiferente (espontânea): 1%
• Discorda em parte: 8%
• Discorda totalmente: 20%
• Não sabe / não respondeu: 1%

>> O voto de cada brasileiro importa?
• Concorda totalmente: 69%
• Concorda em parte: 16%
• É indiferente (espontânea): 1%
• Discorda em parte: 5%
• Discorda totalmente: 9%
• Não sabe / não respondeu: 1%

Razões do pessimismo
Em dezembro de 2017, na pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira 43 – Perspectivas para as eleições, o Ibope questionou os eleitores sobre os motivos do pessimismo em relação ao processo eleitoral. À época, os entrevistados apontaram corrupção, perda de confiança no governo e candidatos e falta de opção entre os pré-candidatos como as principais razões para o desalento.

>> Razões para estar pessimista com as eleições de 2018:
• Corrupção: 30%
• Não confia mais no governo/nos candidatos: 19%
• Não tem opção entre os pré-candidatos: 16%
• Mesmos candidatos de sempre/falta renovação/não há mudança: 11%
• Políticos não fazem nada pela população/não cumprem o que prometem: 7%
• Não confia no processo eleitoral/vota nulo/branco/não quer votar: 5%
• Problemas econômicos/sociais: 4%
• Medo de situação piorar ainda mais: 3%
• Outros com menos de 2%: 10%
• Não sabe/não respondeu: 6%

Descrédito com classe política
O levantamento do Ibope apurado em junho apontou que a proporção da população que associa a corrupção a todos os políticos é elevada, ainda que essa visão não seja consensual.
O instituto de pesquisa questionou aos entrevistados se eles concordavam ou discordavam com a afirmativa “todos os candidatos são corruptos, então não faz diferença em quem eu voto”.

>> Veja as respostas à pergunta acima:
• Concorda totalmente: 39%
• Concorda em parte: 15%
• Discorda em parte: 20%
• Discorda totalmente: 25%
• Não sabe / não respondeu: 1%
* A soma dos percentuais pode ser diferente de 100% por questões de arredondamento, informou o Ibope.
G1

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial