Janela de transferências do futebol brasileiro movimentou quase R$ 1 bi

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) divulgou nesta segunda-feira (6) um balanço parcial da tão temida janela de transferências. Ao todo, quase R$ 1 bilhão foram movimentados entre idas e vindas de 330 jogadores entre o país e o exterior.
Vitinho — segunda maior contratação da história do futebol brasileiro (atrás apenas de Carlitos Tévez por R$ 60,5 milhões em 2005) — foi adquirido pelo Flamengo junto ao CSKA-RUS por R$ 44 milhões e inflacionou a conta do mercado interno. Ao todo, 11 de 143 operações entre jogadores vindos para o Brasil envolveram um montante de R$ 119 milhões.
Em contrapartida, ainda segundo os números da Diretoria de Registro, Transferência e Licenciamento da CBF, 187 jogadores foram embora. Desses atletas, apenas 47 envolveram movimentação financeira, em um total de R$ 799 milhões. Rodrygo (R$ 194 milhões) e Arthur (R$ 172 milhões) foram as principais contratações.
A janela para chegadas de jogadores ao Brasil vai até o próximo dia 15. O problema é que times podem perder atletas para clubes estrangeiros até o último dia do mês.
Na parada para a Copa do Mundo, os clubes do Brasileirão tiveram mudanças em seus elencos e, consequentemente, nas numerações dos atletas. O São Paulo, por exemplo, tem um novo camisa 10. O Santos, por outro lado, chegou a entregar a numeração a um recém-contratado e, dias depois, devolveu ao antigo dono.
R7

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial