Expectativas em relação ao atingimento de metas de inflação justificam manutenção dos juros, destaca CNI

A manutenção dos juros básicos da economia em 6,5% ao ano se justifica pelo comportamento e as expectativas em relação à inflação, cuja meta deve ser atingida tanto em 2018 quanto em 2019. A avalição foi feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quarta-feira (19), logo após anúncio da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central.
De acordo com a CNI, as atuais oscilações do câmbio são associadas às incertezas sobre o processo eleitoral e não se constituem ameaças à dinâmica da inflação. Por isso, a previsão é que a Selic permaneça em 6,5% ao ano nos próximos meses.
O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, destaca, no entanto, que a queda nos juros é necessária para a recuperação mais robusta da atividade econômica, com crescimento do consumo e dos investimentos. “A manutenção dos juros em níveis baixos depende sobretudo do ajuste das contas públicas no longo prazo com o novo governo”, completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial