Presidente da FIEP é reeleito vice-presidente da Associação Nordeste Forte

Nesta sexta-feira, 19/10, o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba – FIEP, Francisco de Assis Benevides Gadelha, e a diretora regional do SENAI PB, Marinalda Adjuto participaram da 15ª Reunião Ordinária da Associação Nordeste Forte, realizada no SENAI Cimatec, em Salvador.
Durante a programação, foi realizada uma eleição, onde toda a atual diretoria da Associação foi reeleita para um mandato de mais dois anos. Com isso, o presidente da Nordeste Forte permanece Amaro Sales de Araújo (FIERN), os demais oito presidentes das federações são vice-presidentes e, dentre estes, Francisco Gadelha (FIEPB) é vice-presidente. Edilson Neves (FIEMA) é vice-presidente secretário e tesoureiro da Nordeste Forte.
O Nordeste Forte é uma associação sem fins lucrativos que foi criada em 29 de novembro de 2016 e visa promover ações de desenvolvimento socioeconômico na Região Nordeste, além de contribuir para a competitividade da indústria e fazer com que a economia cresça, estreitando, por sua vez, os laços entre as instituições fundadoras, na busca pela redução das desigualdades regionais e na construção de um Nordeste mais forte.
Na reunião foi lançada por diretores regionais do SENAI, a proposta de atuação em rede das unidades do SENAI da Região Nordeste, numa forma de complementar as competências de cada unidade, e com isso ampliar a oferta de serviços tecnológicos para apoiar o desenvolvimento das empresas industriais, especialmente as da região.
A proposta foi acolhida pelos presidentes das federações de indústria dos nove estados do Nordeste. O plano de trabalho da proposta será apresentado na próxima reunião da Associação, que será realizada no dia 27 de novembro, em Brasília.
“Até pelas suas riquezas o NE tem se sobressaído no cenário nacional. Tem deixado de ser o ‘coitadinho’ para ser produtor: de automóveis, de energia, de riqueza no agronegócio e em outras áreas. Entendemos que o NE precisa vencer as desigualdades regionais e a indução ao desenvolvimento da indústria pode ganhar muito com este trabalho em conjunto que está nascendo na Bahia, hoje”, afirmou o pelo presidente da FIERN, Amaro Sales Araújo, que preside também a Nordeste Forte.
Durante o encontro, a especialista em Políticas e Indústria da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Isabel Mendes, citou algumas das questões de interesse do Nordeste acompanhadas no Congresso e no Senado. A mais importante, neste momento, é a redução dos 75% do Imposto de Renda dos Incentivos Fiscais (que beneficia as empresas titulares de projetos de implantação, modernização, ampliação ou diversificação de empreendimentos), que vence em 31 de dezembro. “É muito importante que se prorrogue esta redução, pois este instrumento, hoje o principal da Sudene. Muitas das empresas presentes no Norte e no Nordeste do país estão nestas regiões por conta deste incentivo fiscal. Sem este incentivo, elas não permanecerão, pois não tem competitividade”, pontuou.
Participaram da Reunião, além do presidente da FIEP, Francisco de Assis Benevides Gadelha, o presidente da FIEB, Ricardo Alban, os presidentes das Federações da Indústria do Maranhão, Edilson Neves; Piauí, Antônio Souza Filho; Pernambuco, Ricardo Essinger; Ceará, Jorge Gomes; e Sergipe, Eduardo Oliveira.
A programação do encontro foi encerrada com uma visita técnica às instalações do SENAI Cimatec.
Outras informações sobre a Associação Nordeste Forte podem ser obtidas no endereço: http://www.nordesteforte.org.br/

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial