Rodrigo Janot declara voto em Haddad e se diz contra a intolerância

O ex-procurador geral da República Rodrigo Janot declarou neste sábado (27.out.2018) voto no candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad. “Não posso deixar passar barato discurso de intolerância”, disse em suas redes sociais. “Por exclusão, voto em Haddad.”
Janot disse que durante sua atuação já foi chamado de petista e psdebista. “Nada se comprovou”, afirmou.
Em julho de 2017, Janot deu uma declaração que marcou o fim de seu mandato à frente da PGR. “Enquanto houver bambu, lá vai flecha. Até o dia 17 de setembro, a caneta está na minha mão e eu vou continuar no ritmo em que estou.”
Durante sua passagem à frente do Ministério Público, Janot denunciou diversos integrantes da cúpula do PT, entre eles os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, os ex-ministros Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civil), Guido Mantega (Fazenda), Paulo Bernardo (Comunicações e Planejamento) e Edinho Silva (Comunicação Social), a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o ex-tesoureiro do partido João Vaccari Neto.
MSN

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial