Médico é preso ao ameaçar advogada com fuzil de brinquedo após reclamação de som alto

Um médico foi detido pela Polícia Militar após intimidar uma professora com um fuzil de brinquedo em Araguaína, norte do Tocantins. O caso foi registrado no setor Central, na tarde desta quinta-feira (1°), após a mulher ter reclamado do volume do som na casa do homem. As informações foram confirmadas pela Polícia Civil.
Testemunhas contaram que a confusão aconteceu ao lado do núcleo de práticas jurídicas de uma universidade particular da cidade. A professora teria ido até a casa do médico pedir que ele diminuísse o volume. Porém, o homem pegou o fuzil de brinquedo e foi para a rua ameaçar a mulher.
Imagens feitas por moradores mostram o momento em que seis policiais militares entraram na casa para prender o médico. Os envolvidos foram levados para a Central de Flagrantes.
O delegado Fernando Rizério informou que o homem ainda disse ser um promotor de justiça para tentar intimidar a vítima. “Atendeu a advogada com o fuzil apontado para ela. É um simulacro que dispara com pressão, mas é muito parecido com a arma de verdade”, informou.
Ainda conforme o delegado, foi verificado que o homem utilizava a arma de pressão para matar pombos e jogava os animais abatidos no terreno dos vizinhos. Além da arma, o som do médico também foi apreendido.
O homem foi autuado por perturbação de tranquilidade, perturbação do trabalho, duas ameaças, injúria e falsa identidade. Ele também deve responder por maus-tratos a animais. O delegado informou que o médico pagou fiança de R$ 7 mil e deve responder em liberdade.
G1

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial