‘Eu sou apaixonado por idosos’, diz empresário que agrediu idoso em Pernambuco

“E sou apaixonado por idosos. Eu nunca chegaria em um idoso para agredir ele”, desta forma se defendeu o empresário e fisiculturista Bruno Nunes Elihimas, de 35 anos, em entrevista ao vivo à TV Clube, nesta segunda-feira (31). Bruno foi flagrado em um vídeo agredindo o idoso William José de Souza de 61, na rua Amazonas, bairro do Pina, neste sábado (29).
Ao lado do advogado Marcelo Soares, Bruno apresentou as justificativas para a agressão. Segundo Bruno, o fato foi motivado após o idoso ter “desdenhado” dele, que no dia 29 teria ido tomar satisfação de supostas agressões verbais e físicas praticadas por William e seu patrão, – o ex-marido da atual namorada de Bruno – contra ela. Ainda segundo Bruno, as agressões contra a namorada, no dia 28, fizeram com que a mulher, grávida, sofresse um pico de pressão e perdesse o bebê.
“Eu não sou esse monstro que vocês estão desenhando. Eu sou um pai de família que tem pai, mãe, e um filho que morreu. Como eu vou ser racista? Eu sou casado com uma mulher negra. Minha sogra é negra. Olha o que vocês tão fazendo. Vocês estão crescendo muito isso, de forma desnecessária. Vamos parar de ser lunático, de pegar ponta solta e achar que é a historia toda”, se defendeu Bruno. Ainda segundo ele, além de acusação de racismo, pessoas estão relacionando a agressão com posicionamentos políticos. “Ainda tem gente entrando em mérito de politica. Não tem nada ver. Tem a ver com uma ação que ele teve com a minha família e com a reação que ele sofreu.”
Até então tido como foragido, Elihimas, segundo o advogado Marcelo Soares, está na casa de familiares e irá prestar depoimento à polícia hoje, às 15h, na delegacia de Boa Viagem.

Agressões
Segundo o advogado de Bruno, no dia 29, seu cliente foi levar a namorada até a residência do ex-marido para buscar os filhos dela para o Réveillon. “Quando chegou na frente do apartamento, ele se deparou com a vítima e foi tomar satisfação. Esse senhor começou a agredir verbalmente Bruno, de modo que ele perdeu a razão e partiu para a agressão”, afirma Soares.
As agressões contra a namorada de Bruno, ainda conforme o advogado, no dia 28, fizeram com que a mulher, grávida, sofresse um aborto. “Ele (Bruno) queria saber por que o idoso estava tomando as dores do ex-marido e o porquê das agressões verbais e física”, complementa o advogado. À reportagem, nenhum Boletim de Ocorrência (B.O) ou laudo médico para comprovar as agressões e perda do bebê foi apresentado. “Esse laudo a gente vai juntar ao inquérito num momento oportuno”, disse a defesa.
Nas imagens, o fisiculturista aparece indo ao encontro do idoso, em frente ao prédio do ex-marido da namorada de Bruno, e dando início às agressões. Segundo o relato de vizinhos do prédio, o empresário chegou a afirmar que mataria o homem de 61 anos. “Ele ficou gritando que queria matar, que podia vir quem quisesse e que o idoso tinha mexido com a mulher dele”, diz um moradora que não quis se identificar.
JC online

 

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial