Globo bate Record e SBT e lidera audiência com posse de Bolsonaro

A posse de Jair Bolsonaro (PSL) deu mais audiência à Globo – ameaçada de boicote por partidários do presidente – do que à Record e ao SBT, que, durante a campanha e após a eleição, mostraram-se mais “alinhadas” com o novo governo. O evento dominou a tarde das três principais emissoras do país nesta terça-feira, 1º de janeiro de 2019.
Sob o comando de Heraldo Pereira, da GloboNews, e Renata Lo Prete, do “Jornal da Globo”, a posse de Bolsonaro da Globo assegurou 14,1 pontos. A cobertura superou “Belíssima”, em “Vale a Pena Ver de Novo” (12,9), e “Malhação – Vidas Brasileiras” (14,0). Foi a maior audiência do dia até o início de “Espelho da Vida”; a novela das 18h alcançou 16,5 pontos. O “Jornal Nacional” acabou ocupando tal posto, com 27,2.
Já na Record, a cerimônia, ancorada por Adriana Araújo (do “Jornal da Record”) e Reinaldo Gottino (do “Balanço Geral”) rendeu 7,6 pontos. A emissora, cabe lembrar, chegou a exibir mais de uma “entrevista exclusiva” com Bolsonaro durante a eleição – chegando, inclusive, a bater de frente com o debate da Globo, do qual o então candidato se ausentou.
O SBT, por sua vez, garantiu 4,0 pontos. O tarimbado Carlos Nascimento, hoje à frente do “SBT Brasil”, respondeu pela ancoragem. O canal de Silvio Santos também mostrou apreço pelo novo presidente, quando, logo após o pleito, passou a exibir vinhetas com mensagens e músicas ufanistas – incluindo um bordão, “Brasil, ame-o ou deixe-o”, associado à ditadura militar.
Terra

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial