Papa Francisco diz temer ‘derramamento de sangue’

O papa Francisco diz temer um ‘derramamento de sangue’ na Venezuela por situação política do país. A declaração foi feita nesta segunda-feira (28), enquanto estava em um avião voltando do Panamá.
A fala do papa acontece depois que, na Venezuela o opositor político, Juan Guaidó, se autodeclarou presidente interino. Ele acusa Nicolás Maduro de ‘promover um massacre’ desde a última terça-feira (22).
Após Maduro tomar posse de seu segundo mandato presidencial, a Assembleia o classificou como ‘usurpador’ do cargo e o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) anulou os atos aprovados pelo Parlamento.
O Brasil e os Estados Unidos reconheceram Guaidó como presidente. Países como França, Alemanha, Holanda, Portugal, Reino Unido e Espanha deram um ‘ultimato’ para que aconteçam novas eleições na Venezuela. Caso isso não aconteça, eles também irão reconhecer o opositor como presidente.
MaisPB

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial