Brasil e mais oito países concorrem para sediar Copa Feminina em 2023

A Fifa (Federação Internacional de Futebol) divulgou na manhã desta terça-feira os nove países que se apresentaram para sediar a Copa do Mundo Feminina em 2023. Depois da experiência e da estrutura montada para a Copa 2014, o Brasil é um dos concorrentes para receber a competição.
Os outros oito países na disputa são: Argentina, Austrália, Bolívia, Colômbia, Japão, Coreia do Sul, Nova Zelândia e África do Sul. De acordo com a federação, este é o recorde de candidaturas desde a criação da competição em 1991 e nenhum dos concorrentes já receberam o Mundial.
Os países têm até o dia 16 de abril para submeter os projetos à Fifa, que vai publicá-los em outubro em seu site. Em março de 2020 vai ser divulgado o local escolhido para a Copa.
A Fifa informou que pretende fazer um processo de escolha “justo e transparente” e vai preferir candidaturas que apresentam compromisso com sustentabilidade e direitos humanos.
A edição de 2019 acontece na França, entre os dias 7 de junho e 7 de julho. Marta e companhia estreiam no dia 9, contra a Jamaica. O Brasil está no Grupo C da competição. Os melhores resultados brasileiros foi o vice-campeonato em 2007, na China e o terceiro lugar em 1999, nos Estados Unidos.
R7

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial