Ministro da Saúde quer legalizar médicos cubanos no Brasil

Cerca de 2 mil médicos cubanos, permanentes no Brasil após o rompimento do governo de Cuba com o Programa Mais Médicos serão regularizados, de acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. O pronunciamento foi realizado nesta quarta-feira (27), em audiência pública na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado.
O programa Mais Médicos, criado em 2013 pela ex-presidente Dilma Rousseff, consistia em uma parceria entre o governo brasileiro e o cubano, que encaminhava profissionais de saúde para o país. O fim da participação de Cuba foi anunciado em novembro de 2018, após críticas do presidente Jair Bolsonaro.
A proposta pretende alterar a legislação sobre o programa e regularizar os médicos cubanos no país e deve ser enviada em abril para o Congresso. Segundo o ministro da Saúde, o projeto deve reintegrar os profissionais na área da saúde, para que de forma legalizada, possam exercer o ofício.
MaisPB

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial