Campinense encara Náutico para tentar novos rumos na temporada

Há exatamente três anos, o Campinense estava decidindo a Copa do Nordeste contra o Santa Cruz, no Amigão. Hoje, a partir das 21h30, coincidentemente o Rubro-Negro recebe outro pernambucano, o Náutico, na busca pelo retorno ao regional da próxima temporada.
O duelo desta quarta-feira (1º de maio) entre Raposa e Timbu tem validade pela ida do Pré-Nordestão, seletiva que vai definir os quatro clubes que vão compor a “Lampions League” em 2020. A partida de volta está marcada para o dia 15, às 19h30, nos Aflitos, em Recife.
Com o ambiente político começando a se pacificar, o Campinense entra em campo logo mais no que pode ser a última partida do técnico Francisco Diá comandando a equipe nessa sua segunda passagem.
É que mesmo a nova diretoria tendo confirmado sua permanência, ele não se pronunciou ainda. Sem dar entrevistas, Diá não treinou o time na semana passada, o que só o fez segunda-feira e ontem. A situação tem gerado dúvida em relação à continuidade ou não do trabalho.
Paralelo ao processo eleitoral e essa indefinição sobre o “fico” do treinador, o elenco raposeiro sofreu uma pequena reformulação. Nove jogadores foram desligados, sendo dois titulares, e oito contratações realizadas.
Sem o lateral direito Neilson e o volante Cléber, o Campinense que entra em campo logo mais deverá ter os recém contratados volante Ferreira e atacante Yerien, ambos ex-Atlético de Cajazeiras, no time titular. Erivan, que chegou do Serrano, concorre com o nigeriano por uma vaga no setor ofensivo ao lado de Lopeu.
Diá, na segunda e ontem, não definiu o time que encara o Timbu nesta quarta-feira e tem pelo menos duas dúvidas.

Náutico
As últimas visitas do Náutico a Campina Grande não foram boas. Alvirrubro perdeu amistoso para o Treze, em dezembro, e foi derrotado pelo Campinense há dois anos, pela Copa do Nordeste de 2017, ainda na fase de grupos.
Só que hoje o Timbu não pode nem pensar em resultado negativo.
Apesar de ter perdido para o ABC na estreia da Série C, domingo, em Natal, a tendência é que o Náutico não tenha muitas mudanças para o jogo contra o Campinense.
Até porque as possibilidades de substituições são limitadas – uma vez que o técnico Márcio Goiano ainda não contará com jogadores importantes como Danilo Pires, Maylson e Jorge Henrique.
Ainda assim, como a equipe foi mal diante do ABC, no domingo passado, pode haver alterações. No meio de campo, Fábio pode ser escolhido para entrar no lugar de Jiménez ou Luiz Henrique.
Há, ainda, a chance de Odilávio voltar ao time – seja como centroavante, seja como meia.

Arbitragem
Dênis Serafim, de Alagoas, apita Campinense x Náutico. Ele terá como assistentes os seus conterrâneos Wagner José da Silva e Ruan Luiz de Barros Silva.
Prováveis escalações
Campinense: Wagner Coradin, Gustavo, Henrique Mattos, Richardson e João Victor; Ferreira, Vitor Maranhão, Gabriel e João Paulo; Yerien (Erivan) e Lopeu. Técnico: Francisco Diá.
Náutico: Bruno; Hereda, Diego Silva, Suéliton e Assis; Josa, Jiménez e Luiz Henrique (Fábio); Thiago, Robinho e Wallace Pernambucano. Técnico: Márcio Goiano.
Foto: Paraibaonline

Paraibaonline

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial