PM que agrediu manifestante com tapa é afastado das ruas

Um policial militar que se envolveu em um episódio de agressão com um tapa contra um manifestante em Campina Grande, durante protesto ocorrido nesta sexta-feira (14), foi afastado das atividades operacionais.
Segundo o corregedor-geral da Polícia Militar, coronel Severino do Ramo Gerônimo, o PM ficará fora das ruas enquanto estiver sendo investigado, mas seguirá desempenhando trabalhos administrativos da corporação.
“Determinei ao comandante do batalhão no qual o policial é lotado que o afastasse e que a Corregedoria Setorial começasse as investigações”, contou o corregedor-geral da PM.
De acordo com o coronel Gerônimo, será aberto um inquérito que deve durar cerca de 15 dias, período em que o policial, vítima e testemunhas serão ouvidos e imagens serão avaliadas.

Entenda o caso
Manifestantes tentaram impedir que funcionários de um call center entrassem na empresa para trabalhar. Houve tumulto no local. Um dos manifestantes foi agredido pelo PM com um tapa no rosto. O conflito foi registrado em vídeo que circula nas redes sociais. Em nota, a corporação disse que está analisando as imagens.
“O comando do 2º Batalhão informa que o fato ocorrido em um Call Center está sendo analisado. Um dos manifestantes estava mais exaltado, entrou em discussão com um dos policiais. O policial que aparece nas imagens foi chamado para apresentar detalhes do fato e as imagens serão analisadas, bem como outras que chegarem. O caso será objeto de uma apuração mais detalhada por parte da corporação”, diz um trecho do texto.

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial