FIEP: 70 anos de ações transformadoras em prol da indústria paraibana

Durante sete décadas, a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba – FIEP tem exercido um papel essencial na defesa de interesses e do desenvolvimento da indústria paraibana, e da região Nordeste.
Na última quarta-feira, 17/07, a FIEP completou 70 anos, sendo reconhecida como um órgão representativo da indústria, e palco embrionário de inúmeras discussões que contribuíram para o fortalecimento do setor produtivo do Estado.
Foi na FIEP, em Campina Grande, onde se discutiu a criação do Sebrae, agente de capacitação e de promoção do desenvolvimento, criado para dar apoio aos pequenos negócios de todo o país. No mesmo local começaram as primeiras discussões visando a formatação de uma instituição financeira para promover o desenvolvimento sustentável da Região Nordeste do Brasil. E em 1952 surgia então, o Banco do Nordeste do Brasil com a missão de atuar na promoção do desenvolvimento regional sustentável.
Muitas foram as campanhas encampadas visando o progresso econômico e social do povo paraibano, que nasceram através de movimentos liderados pela Federação das Indústrias da Paraíba. A Campanha “Porto de Cabedelo: Vamos gritar por um Calado”, defendendo a ampliação da dragagem e do calado Porto, o que resultou na construção de Terminais Múltiplos no Porto de Cabedelo, e geração de cerca de 300 empregos diretos e mais 300 indiretos.
A Transposição de Àguas do Rio São Francisco, foi outra bandeira levantada pela FIEP. A obra ainda em andamento deve levar água a cerca de 12 milhões de pessoas que vivem no sertão de quatro estados – Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. O eixo leste inaugurado em março de 2017 beneficia 4,5 milhões de pessoas em 168 municípios da Paraíba e Pernambuco.
A Federação das Indústrias, Palco do Desenvolvimento, tem incentivado ainda o processo de modernização e expansão do segmento industrial, através da instalação de grandes empreendimentos e a criação de novos Distritos Industriais, como o de Caaporã I e II, e o Complexo Multimodal Aluízio Campos, em Campina Grande. Além disso, tem preparado o setor para a nova era da indústria 4.0 ou Quarta Revolução Industrial, auxiliando o setor em relação as tecnologias para automação e troca de dados e utilização correta de conceitos de Sistemas ciberfísicos, Internet das Coisas e Computação em Nuvem.
A indústria da Paraíba emprega 108.163 trabalhadores na indústria. Setores industriais como a Construção Civil, Couros e Calçados, Alimentos, Minerais não metálicos e Serviços Industrias de Utilidade Pública juntos, representam 82,4% da indústria do Estado.
O compromisso com a indústria, o progresso econômico e o desenvolvimento da Paraíba são marcas inseridas no cotidiano da FIEP, desde a sua fundação até os dias atuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial