Palmeiras sai atrás, reage e volta da Argentina com bom resultado

O Palmeiras conseguiu arrancar um empate diante do Godoy Cruz, na Argentina, no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores da América. Após estar perdendo por 2 a 0, com gols de Santiago García, o Verdão reagiu, dominou o jogo e marcou com Felipe Melo, de cabeça, e Borja, em um bonito gol.
Com o resultado, o alviverde entra em campo na próxima terça-feira, em São Paulo, já classificado, uma vez que o empate sem gols basta. Quem vencer a partida, avança para as quartas. Empate em 1 a 1 também dá a vaga ao Palmeiras. Um novo 2 a 2 leva a decisão para os pênaltis.
O jogo ainda estava em ritmo lento, sem cara de mata-mata de Libertadores e o Godoy Cruz abriu o placar. Após troca de passes pelo alto na área palmeirense, Santiago García apareceu para cabecear e mandar para o fundo da rede de Weverton.
O Palmeiras não se intimidou com o resultado adverso e passou a dominar as ações. Aos dez minutos, bola cruzada na área, Borja subiu e cabeceou no cantinho do goleiro Mehring, que se esticou e evitou o gol. No rebote, o camisa 9 do Verdão chutou para fora.
Aos 19, a bola sobrou na entrada da área e Raphael Veiga pegou de primeira, mas também mandou para fora. Borja, de novo, dessa vez aos 25, recebeu e finalizou, mas para longe da meta de Mehring.
Se o Palmeiras não aproveitava as oportunidades, o Godoy Cruz mostrou eficiência. Santiago García recebeu no meio de campo aos 28 minutos, acionou Bullaude que devolveu na boa para o atacante. O artilheiro escolheu o canto e bateu com força para ampliar.
A equipe de Felipão não demorou a reagir. Cinco minutos depois, Marcos Rocha cruzou na cabeça de Felipe Melo. O pitbull testou firme e diminuiu a desvantagem alviverde. Mas aos 36, um susto para o torcedor palmeirense.
O árbitro Wilmar Roldán marcou pênalti para o Godoy Cruz após Gómez puxar Santiago García dentro da área. O próprio García foi para a bola e tinha a chance de fazer seu hat-trick, mas bateu fraco, rasteiro, no meio do gol e Weverton defendeu com o pé.
Palmeiras domina segundo tempo e Borja deixa tudo igual
O Palmeiras voltou bem melhor na segunda etapa e começou a criar oportunidades em sequência. Aos cinco, Felipe Melo aproveitou rebote, chutou de primeiras, mas a bola explodiu na marcação.
Aos nove, boa triangulação envolvendo Dudu, Borja e Willian, que dominou com a direita e bateu com a esquerda. O chute saiu sem muita força mas perto do gol de Mehring. Mais dois minutos e Felipe Melo foi no alto para mandar de cabeça, mas o goleiro fez a defesa.
Aos 13, não teve jeito para o Godoy Cruz. Luan deu um passe longo e encontrou Borja. O camisa 9 fez um lindo giro em cima do zagueiro e ficou cara a cara com o goleiro. Com um chute por baixo das pernas de Mehring, o colombiano fez o primeiro dele na Libertadores e deixou tudo igual em Mendoza.
Só dava Palmeiras e aos 21, Diogo Barbosa cruzou da esquerda e o baixinho Dudu tentou a cabeçada, mas mandou para fora. Os donos da casa só assustaram aos 25. Em cobrança de escanteio, Varela ganhou da zaga palmeirense e testou com força, mas mandou longe do gol de Weverton.
Brunetta obrigou Weverton a fazer grande defesa aos 30. O atacante recebeu de Santiago García e encheu o pé. O goleiro palmeirense espalmou para fora. A última boa chance do jogo veio aos 40, com Bruno Henrique, em cobrança de falta, mas o goleiro Mehring fez ótima defesa e garantiu o empate em Mendoza.
Foto: Getty / Alexis Lloret
MSN

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial