Procuradora dá detalhes da ‘Operação Famintos’ em Campina Grande

Na manhã desta quarta-feira, 24, as autoridades que estão à frente da Operação da Polícia Federal (PF) denominada de “Famintos”, concederam entrevista coletiva à imprensa em Campina Grande.
A procuradora da República e chefe do Ministério Público Federal (MPF) em Campina Grande, Acácia Soares Peixoto Suassuna, falou sobre as ações deflagradas pela PF nas sete cidades envolvidas, além de citar o afastamento de dois secretários da Prefeitura Municipal de Campina Grande a pedido do Ministério Público.
– Foram sete pedidos de afastamento, sete pedidos deferidos dos servidores de Campina Grande. Em relação aos nomes, nós vamos esperar as diligências que ainda estão em curso ocorrerem, para que possamos publicizar – afirmou.
Acácia explicou que a operação “Famintos” investiga uma organização criminosa que teria ligações com esferas relacionadas a administração dos municípios e ao desvio de merenda escolar.
– Essa organização criminosa teria um núcleo empresarial, um núcleo administrativo e núcleo político. Existem grupos empresariais que vêm monopolizando o mercado de licitações nessa área de merenda escolar, e foi verificado, em fiscalização, que os editais são bem amplos, mas nos anexos, quando onde se coloca o preço da merenda, também se coloca o pagamento por uma prestação de serviços. Serviço esse que não está sendo realizado. Foi assim que identificamos o dano – explicou.
De acordo com a procuradora, foram identificados tanto danos com as licitações, quanto com o pagamento delas.
– E já que os dois pontos estão envolvidos [licitação e pagamento], se abrange tanto as secretarias, quanto os agentes públicos, que também participam das ações – disse.

Paraibaonline

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial