Quem estuda Biomedicina pode eliminar matérias de Medicina?

A dúvida pode ser grande entre uma faculdade de biomedicina ou de medicina. Por causa disso, muitos estudantes fazem transferência entre as graduações após iniciarem o curso. Também pode acontecer de um aluno querer complementar a formação e saber se pode fazê-lo em um período mais curto, por exemplo. E, nesse caso, a resposta é positiva: é possível, sim, eliminar algumas disciplinas, mas os cursos não são tão parecidos como se pensa.
Biomedicina e medicina não são profissões concorrentes – cada uma ocupa um espaço no mercado de trabalho e se complementam para o tratamento e prevenção dos pacientes. A principal diferença entre os cursos é que os médicos são formados para atuar de forma prática na cura e tratamento de doenças e enfermidades, enquanto os biomédicos estudam e investigam doenças normalmente em laboratórios. No segundo caso, o campo de atuação tende a ser mais concentrado em pesquisas.
Enquanto um médico pode, por exemplo, diagnosticar e descobrir novos sintomas de uma doença, um biomédico pode realizar uma pesquisa laboratorial e chegar até uma vacina. A duração dos cursos também é diferente. No caso da medicina, os estudantes demoram, no mínimo, oito anos para se formar – seis anos de aulas e no mínimo dois de residência. Já a faculdade de biomedicina dura em média cinco anos. Caso o biomédico optar por uma especialização, ele levará cerca de sete anos para começar a atuar no mercado de trabalho.
As disciplinas, por sua vez, também são consideravelmente diferentes. Isso não significa, no entanto, que não seja possível eliminar algumas matérias. A área da saúde pode incluir muitos assuntos relacionados e com esses dois cursos não é diferente. O estudante normalmente consegue eliminar disciplinas mais gerais e comuns às duas graduações, como Anatomia Humana; Biologia Celular; Biologia Molecular; Biossegurança; Embriologia; Fisiologia; Imunologia, entre outras.
Mas, para deixar de fazer essas matérias é necessário que elas tenham o mesmo nome na grade curricular. Portanto, é necessário consultar o cronograma de cada instituição de ensino para se valer desse benefício. Somente dessa forma é possível ter segurança de quantas matérias poderão ser eliminadas. O mais recomendado, nesse caso, é tentar fazer uma transferência na mesma faculdade.

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial