Polícia prende suspeito de estuprar enteada

A polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia da Mulher de Santa Rita, na região metropolitana de João Pessoa, cumpriu na tarde desta quinta-feira (15) mandado de prisão de um homem suspeito da prática de estupro de vulnerável contra a enteada, de apenas 15 anos de idade. O mandado de prisão foi expedido na tarde de ontem pela 5ª Vara da Comarca de Santa Rita.
Segundo a delegada Paula Monalisa, que coordenou a ação, o preso de nome Miele Lopes Isidoro, começou a praticar os abusos desde que foi morar com a mãe da criança, quando ela tinha apenas cinco anos de idade. “De acordo com os relatos da vítima não chegou a haver conjunção carnal, mas seu padrasto fazia brincadeiras que induziam a criança a pegar em suas partes íntimas, como colocar um pequeno porta moedas dentro da cueca e pedir para a menina pegar”, relatou.
Esses abusos foram se intensificando ao longo dos anos, mas a criança não queria denunciá-lo para não “machucar” a mãe, além de temer pelo que pudesse acontecer com a família, pois era Miele o provedor da casa. “Ela tinha medo de denunciar o padrasto, pois ele mantinha a casa financeiramente. A mãe da criança trabalha por conta própria, mas a renda maior da casa vinha do padrasto”, revelou.
Ainda de acordo com as declarações da vítima, Miele costumava filmá-la quando ela ia tomar banho, colocando o celular dentro do cesto de roupa suja. “Somente quando ela foi crescendo, quando já tinha entre 9 e 10 anos foi que começou a ter entendimento de que aquelas coisas eram abusos”, disse a delegada Paula Monalisa.
A vítima procurou a Delegacia da Mulher de Santa no final do ano passado e foi instaurado um inquérito policial para apurar o caso, culminando com a ratificação dos fatos pela vítima e sua genitora na última segunda-feira (12). A delegada Paula Monalisa pediu à Justiça e expedição de um mandado de prisão contra o suspeito, no que foi atendida, e a equipe de investigadores da Deam efetuou a prisão do mesmo. Miele Lopes Isidoro aguarda audiência de custódia e permanecerá à disposição da Justiça.
MaisPB

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial