O que é mais saudável: hambúrguer ou cachorro quente?

A rotina de quem mora em grandes cidades geralmente é corrida e cheia de atividades. O planejamento em relação à alimentação, no entanto, é um dos principais pontos para se ter uma vida saudável, e acaba sendo muitas vezes negligenciado. O ideal é priorizar o consumo de alimentos in natura e fazer refeições ricas em nutrientes. Mas, isso não significa que o popular cachorro-quente ou um delicioso hambúrguer precisa ser abolido da dieta, apenas devem ser consumidos de forma esporádica.
Não é possível cravar qual a refeição mais saudável sem saber como ela foi elaborada e quais adicionais foram incluídos. “Depende de duas coisas: da composição do item principal (hambúrguer e salsicha) e composição do prato em si”, afirma Diogo Círico, nutricionista da Growth Supplements. Estima-se, por exemplo, que um hambúrguer comum em pão tradicional, com queijo, alface e tomate contenha cerca de 730 calorias, 45 gramas de gordura e 1000 miligramas de sódio.
A quantidade diária recomendada de sódio, por exemplo, é 2 gramas ou 5 gramas de cloreto de sódio (o sal de cozinha). Já em relação às gorduras, o indicado varia entre 44,5g a 78g, para um adulto cuja dieta recomendada é de 2.000 kcal por dia. Com algumas substituições, por sua vez, é possível deixar o lanche de hambúrguer mais saudável. Em vez da carne bovina, pode-se optar por salmão, frango ou hambúrguer de whey protein; o queijo amarelo pode ser substituído pelo queijo branco; e a salada deve ser incluída, com uma grande variedade de ingredientes: alface, cebola, tomate, pepino, rúcula, entre outros.
No caso do cachorro quente, é mais difícil manter o lanche relativamente saudável. A salsicha é feita de carne processada e inclui aditivos para torná-la conservada. Diversos estudos já evidenciaram que o consumo em excesso dessa carne pode prejudicar o organismo. Quanto ao valor calórico, um cachorro quente com apenas uma salsicha, pão e molho simples, tem 290 calorias. Mas, se forem incluídos ingredientes como purê de batata, maionese, mostarda, ketchup, milho, ervilha e batata palha, o valor pode chegar a 580 calorias.
A dica para torná-lo mais saudável é apostar em preparações caseiras com pão integral e no tradicional molho de tomate ao invés da maionese. Com todas essas mudanças, o cachorro quente continua sendo menos saudável do que o hambúrguer, de acordo com Círico. “Mesmo que sejam comparadas salsicha e hambúrguer comercial comprado no mercado, o hambúrguer é melhor porque terá menos aditivos químicos e maior porcentagem de proteínas em relação aos demais macronutrientes”, explica o nutricionista. A sugestão, como sempre, é comer sem abusar.

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial