Justiça nega habeas corpus a Maracajá

O desembargador Rogério Fialho, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife, negou o pedido de habeas corpus da defesa do vereador de Campina Grande, Renan Maracajá (PSDC), preso no último dia 22 de agosto pela Polícia Federal no âmbito da Operação Famintos.
O advogado de Maracajá, Jolber Amorim, informou que espera o parecer do Ministério Público Federal e as informações do juiz da 4ª Vara Federal de Campina Grande para que o mérito do pedido seja julgado na Terceira Turma do TRF-5.
Renan Maracajá está detido na Penitenciária de Segurança Média Hitler Cantalice, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.
A Operação Famintos investiga um esquema criminoso especializado em fraudar licitações referentes à compra de merendas para distribuição em escolas municipais.
MaisPB

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial