Velório de Gugu Liberato é aberto aos fãs na Assembleia Legislativa em SP

O acesso dos fãs de Gugu Liberato ao velório do apresentador no Salão Monumental da Assembleia Legislativa foi liberado às 12h17 desta quinta-feira (28). Eles poderão passar a uma certa distância do caixão. Gugu é velado em caixão aberto. Antes do acesso dos fãs, familiares, autoridades e amigos puderam acompanhar o velório de Gugu e foi feita uma missa reservada à família.
Apesar da grande fila que se formou na entrada da Alesp, a passagem dos fãs está sendo rápida. Chove em São Paulo e muitos do lado de fora tentam se proteger com guarda-chuvas.
Um grupo de fãs do apresentador Gugu Liberato já formava uma fila por volta das 7h desta quinta-feira (28) em frente à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), onde será realizado o velório, mesmo antes da chegada do corpo. O corpo do apresentador chegou à Alesp às 10h20.
O velório será aberto ao público a partir das 12h. Antes, a família fará uma cerimônia privada. O caixão estará aberto e o velório deve terminar às 10h da sexta-feira (29), segundo a assessoria de imprensa do apresentador.
Apesar da chuva, crianças e idosos aguardavam pelo momento da despedida de um dos maiores comunicadores do país. Gugu morreu na semana passada em Orlando, nos Estados Unidos, após um acidente doméstico.
A primeira pessoa da fila chegou à Alesp há 2 dias. “Hoje é um dia triste, mas Gugu era só alegria”, diz o autônomo Saulo Duarte Soares. Ele é de Juquiá e chegou em São Paulo da terça-feira (27). Saulo dormiu dois dias na Rua. “E vou dormir mais uma noite, porque vou embora só depois do enterro”.
A terceira pessoa da fila é a aposentada Maria Francisca da Silva. Ela veio de Maceió, Alagoas, e chegou em São Paulo na manhã de quarta (27). “Vim de ônibus de Alogoas. Foram três dias de viagem, mas tudo vale a Pena para esse adeus ao Gugu”, conta ela, que dormiu na calçada.
Até quem é da capital paulista também passou a madrugada na calçada da Alesp. É o caso do aposentado Rogaciano Silva Lima, de 75 anos. Ele chegou às 4 da manhã no local. “O Gugu passava na televisao e a gente parava tudo o que estava fazendo”.
A terceira pessoa da fila é a aposentada Maria Francisca da Silva. Ela veio de Maceió, Alagoas, e chegou em São Paulo na manhã de quarta (27). “Vim de ônibus de Alogoas. Foram três dias de viagem, mas tudo vale a Pena para esse adeus ao Gugu”, conta ela, que dormiu na calçada.
Até quem é da capital paulista também passou a madrugada na calçada da Alesp. É o caso do aposentado Rogaciano Silva Lima, de 75 anos. Ele chegou às 4 da manhã no local. “O Gugu passava na televisao e a gente parava tudo o que estava fazendo”.
A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) interditou a Avenida Sargento Mário Kozel Filho, via localizada atrás da Assembleia Legislativa, onde está o portão de entrada do velório.

Chegada ao Brasil
O corpo de Gugu chegou ao Aeroporto Internacional de Viracopos na manhã desta quinta. O voo AD 8707, da Azul Linhas Aéreas, pousou no terminal de Campinas (SP) às 6h01, depois de decolar de Orlando (EUA), na noite desta quarta (27). Após os trâmites de desembarque, o corpo seguirá para o velório na Zona Sul da capital.
A concessionária Aeroportos Brasil, que administra Viracopos, informou que os familiares de Gugu, entre eles a mãe de 90 anos, esposa e os três filhos, passaram pela imigração e foram direcionados a uma área reservada para aguardar a liberação da urna.
Os familiares de Gugu viajaram de Orlando para o Brasil na classe executiva. Primeiro aconteceu o desembarque do corpo. Depois, a família do apresentador recebeu atendimento prioritário de imigração em uma sala privativa. Eles foram os primeiros a descer do avião.
O caixão com o corpo de Gugu foi retirado pela porta lateral da aeronave dentro um contêiner, antes da saída dos passageiros. A urna foi recolhida por um carro funerário na pista do aeroporto e seguiu para o terminal de cargas para os procedimentos de imigração. A Receita Federal preparou uma operação para o recebimento do corpo e liberação para o translado até a capital paulista.
O corpo fará o percurso até a Assembleia Legislativa no carro funerário, acompanhado por três viaturas da Polícia Militar Rodoviária, sem paradas programadas, com trajeto pela Rodovia dos Bandeirantes, segundo informou a concessionária Autoban. De acordo com a assessoria de Gugu, não haverá cortejo.
O corpo será velado até a manhã de sexta-feira (29). Em seguida, o corpo será enterrado no jazigo da família no Cemitério Getsêmani, no Morumbi, também na Zona Sul.

Queda e acidente
A morte de Gugu Liberato aconteceu no dia 20 de novembro após uma queda de quatro metros de altura na casa dele, num condomínio fechado em Windermere, próximo a Orlando, no estado da Flórida (EUA). Ele estava com o filho João Augusto, de 18 anos, as filhas gêmeas, Marina e Sophia, de 15 anos, e com a companheira dele Rose Miriam di Matteo.
Segundo relatos da assessoria, ele subiu no forro da residência para tentar trocar o filtro do ar-condicionado quando pisou em uma parte do forro feita de gesso, que cedeu. O apresentador bateu a cabeça, chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu. O óbito foi confirmado na última sexta-feira (22), às 21h06, horário de Brasília.

Foto: Marcelo Brandt/G1
G1

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial