Palmeiras estreia na Florida Cup com vitória nos pênaltis sobre o Atlético Nacional e base em campo

O Palmeiras iniciou sua participação na Florida Cup empatando por 0 a 0 com o Atlético Nacional-COL, nesta quarta-feira, em Orlando.
Nos pênaltis, deu Palestra por 10 a 9, dando direito a um ponto extra na classificação do torneio amistoso.
No primeiro tempo, o técnico Vanderlei Luxemburgo usou sua formação titular. Dudu e Lucas Lima tiveram boas chances, mas o placar não se mexeu.
Na segunda etapa, destaque para os garotos das categorias de base do Verdão, que foram promovidos para a temporada 2020.
O volante Gabriel Menino e os atacantes Gabriel Veron e Wesley jogaram bem e criaram boas jogadas a partir de tabelas e chutes de dentro e fora da área.
Ainda houve tempo também para a estreia do jovem Alanzinho, enquanto Patrick de Paula começou o jogo como titular.
No sábado, o Palmeiras encerra sua participação na Florida Cup contra o New York City FC, dos Estados Unidos.

Palmeiras 0 (10) x (9) 0 Atlético Nacional
GOLS: Nenhum PÊNALTIS: Palmeiras: Victor Luís (O), Luan (O), Alan (O), Gabriel Menino (O), Willian (O), Emerson Santos (O), Wesley (O), Ramires (O), Mayke (O), Gabriel Veron (O) Atlético Nacional: Duque (O), Candelo (O), Quiñones (O), Rovira (O), Barrera (O), Blanco (O), Yabur (O), Cordoba (O), Cuadrado (O), Velásquez (X)
PALMEIRAS: Weverton (Jaílson); Marcos Rocha (Mayke), Felipe Melo (Luan), Gustavo Gómez (Emerson Santos) e Diogo Barbosa (Vitor Luís); Patrick de Paula (Ramires), Bruno Henrique (Gabriel Menino) e Lucas Lima (Zé Rafael) (Alan); Dudu (Gabriel Veron), Raphael Veiga (Wesley) e Luiz Adriano (Willian) Técnico: Vanderlei Luxemburgo
ATLÉTICO NACIONAL: Quintana (Cuadrado); Muñoz (Yabur), Palacios (Mosquera), Braghieri (Cordoba) e Mafla (Blanco); Perlaza (Velásquez), Gómez (Duque) e Andrade (Rovira); Moreno (Quiñones), Vladimir Hernández (Barrera) e González (Candelo) Técnico: Pompilio Páez

Estatísticas
11 substituições fez o técnico Vanderlei Luxemburgo no intervalo
6 substituições fez o Atlético Nacional na volta dos vestiários
17 anos tem Gabriel Veron, que entrou no 2º tempo no Palmeiras
1º jogo de Patrick de Paula, revelado na base palmeirense, como titular no profissional
Foi também o 1º jogo de Gabriel Menino e Alan, outros pratas-da-casa do Verdão, pelo time adulto
2 pontos somou o Palmeiras com a vitória nos pênaltis, de acordo com o regulamento da Florida Cup

Primeiro tempo equilibrado
Na primeira etapa, o técnico Vanderlei Luxemburgo usou a formação considerada titular para o início de 2020, com destaque para Felipe Melo na zaga.
Os destaque palestrinos foram Dudu e Lucas Lima, bastante participativos. Por outro lado, Luiz Adriano foi discreto, enquanto Diogo Barbosa mostrou que segue em má fase.
Os dois times tiveram boas chances de abrir o placar.
A primeira foi do Atlético Nacional, logo aos 5 minutos: Andrada soltou uma bomba e exigiu boa defesa de Weverton.
Em seguida, Luiz Adriano fez a “casquinha” de cabeça e Dudu saiu em boa posição de frente com o goleiro, mas bateu por cima.
Pouco depois, o camisa 7 arrancou pela direita e cruzou rasteiro para Lucas Lima, que bateu fraco e perdeu grande oportunidade.
De resto, vale ressaltar o “clima de Libertadores” no amistoso, com divididas ríspidas, discussões entre os atletas e cartões distribuídos pela arbitragem.

Segundo tempo com muitas mudanças
Na volta do intervalo, as duas equipes retornaram totalmente diferentes, com 11 substituições para os brasileiros e seis para os colombianos.
O Atlético novamente começou melhor e quase abriu o placar logo aos 2 minutos: Quiñones bateu de fora da área e Jaílson fez a defesa. No rebote, Barrera mandou no canto, mas o arqueiro palestrino fez outra grande intervenção.
A resposta palmeirense veio pouco depois: Gabriel Menino lançou um foguete de fora da área e exigiu ótima espalmada do arqueiro Cuadrado.
Depois disso, o Palmeiras melhorou bastante na partida, com Gabriel Veron, Wesley, Gabriel Menino e Zé Rafael se destacando com boas jogadas, trocas de passes e finalizações.
Wesley, inclusive, reclamou bastante após ser derrubado na área, em um lance de pênalti claro, mas que a arbitragem não marcou.
Nos minutos finais, o técnico Vanderlei Luxemburgo ainda aproveitou para colocar outro prata-da-casa: Alanzinho, que entrou no lugar de Zé Rafael.
Aos 43, o Verdão teve sua melhor chance no jogo: Gabriel Veron roubou a bola do zagueiro e tocou colocado na saída do goleiro, mas a finalização passou tirando tinta da trave.
Dessa forma, o placar ficou mesmo no 0 a 0.

Penalidades
Nas penalidades, o Palmeiras acertou todas as suas cobranças, enquanto Jaílson defendeu a batida de Velásquez para dar a vitória ao Verdão.
Destaque para a personalidade dos meninos Wesley, Gabriel Veron, Alan e Gabriel Menino em suas cobranças.

Próximos jogos
As duas equipes voltam a campo no final de semana pela Florida Cup.
• Sábado, 18/01, 16h*, New York City FC x Palmeiras
• Sábado, 18/01, 19h30*, Corinthians x Atlético Nacional
*horários de Brasília
Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras
MSN

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial