VELHINHA ASSASSINA

Juiz: Qual sua idade?
Velhinha: Tenho 86 anos.
Juiz: A senhora pode nos dizer com suas próprias palavras o que lhe aconteceu no dia 1º de abril do ano passado???
Velhinha: Claro, doutor. Eu estava sentada no balanço de minha varanda, num fim-de-tarde suave de verão, quando um jovem sorrateiramente senta-se ao meu lado.
Juiz: Você o conhecia?
Velhinha: Não, mas ele foi muito amigável…
Juiz: O que aconteceu depois?
Velhinha: Depois de um bate-papo delicioso, ele começou a acariciar minha coxa.
Juiz: A senhora o deteve?
Velhinha: Não.
Juiz: Por que não?
Velhinha: Foi agradável. Ninguém nunca mais havia feito isto comigo desde que meu Ariovaldo faleceu, há 30 anos.
Juiz: O que aconteceu depois?
Velhinha: Acredito que pelo fato de não tê-lo detido, ele começou a acariciar meus seios.
Juiz: A senhora o deteve então?
elhinha: Mas claro que não, doutor…
Juiz: Por que não?
Velhinha: Porque, Meritíssimo, ele me fez sentir viva e excitada. Não me sentia assim há anos!
Juiz: O que aconteceu depois?
Velhinha: Ora Sr. Juiz, o que poderia uma mulher de verdade, ardendo em chamas, já de noitinha, diante de um jovem ávido por amor? Estávamos à sós, e abrindo as pernas suavemente, disse-lhe: Me possua, rapaz!
Juiz: E ele a possuiu?
Velhinha: Não. Ele gritou: 1º de abriiiiiiiiiiiiiiiiillllllll! Foi aí que eu dei um tiro no filho da puta!!!

 

AMIGAS BÊBADAS!

Duas amigas casadas, totalmente bêbadas, depois de voltarem de uma reunião com outras amigas, sentiram uma vontade irresistível de fazer xixi.
Estacionaram o carro próximo a um cemitério, apavoradas e bêbadas,
mas, sem outra alternativa,decidiram ir assim mesmo fazer xixi lá dentro.
A primeira foi, se aliviou, e então se lembrou de que não tinha nada para se secar. Pegou a calcinha, secou-se e a jogou fora. A segunda, que também não tinha nada para se secar, pensou: ‘Eu não vou jogar fora esta calcinha de renda caríssima e linda’.
Então pegou a fita de uma coroa de flores, que estava em cima de um túmulo e colocou dentro da calcinha para não molhar.
No dia seguinte, um dos maridos ligou para o outro e disse:
– Rapaz, a minha mulher chegou ontem em casa caindo de bêbada e sem a calcinha…terminei o casamento!*
– O outro diz:
– Você ainda tem sorte, a minha chegou com uma fita presa
na bunda escrito assim:
‘Jamais Te Esqueceremos: Vagner, Moisés, Elias e Toda a Turma da
Faculdade.’
– Tô dando porrada até agora!!!!

HUMIRDADE MINEIRA… NÓIS SEMU ASSIM MESSSSSSSSSS
Três paulistas querendo contar vantagem pro mineirim :
1º.. paulista: – Eu tenho muito dinheiro… Vou comprar o Citibank!
2º. paulista: – Eu sou muito rico… Comprarei a Fiat Automoveis
3º. paulista: – Eu sou um magnata… Vou comprar a Usiminas
E os três ficam esperando o quê o mineiro vai falar.
O minerim da uma pitada nu cigarro de paia, ingole a saliva…
faz uma “parza”… e diz:
– Num vendo…

MINEIRIM NO RIDIJANEIRO
Um mineirim tava no Ridijaneiro, bismado cas praia, pé discarço, sem camisa, caquele carção samba canção, sem cueca pur dibacho.
Os cariocas zombano, contano piada de mineiro. Alheio a tudo, o mineirim olhou pro marzão e num se güentô: correu a toda velocidade e deu um mergúio, deu cambaióta, pegô jacaré e tudo mais.
Quando saiu, o carção de ticido finim tava transparente e grudadim na pele.
Tudu mundo na praia tava oiano pro tamanho do “amigão” que o mineirim tinha.
O bicho ia até pertim do juêio…A turma nunca tinha visto coisa igual. As
muié cum sorrisão, os homi roxo dinveja, só tinham olhos pro bicho.
O mineirim intão percebeu a situação, ficou todo envergonhado e gritou:
-Qui qui foi, uai? Seus bobãom… vão dizê qui quando oceis pula na agua fria, o pintim doceis num incói tamém…?

NO BOTECO
O mineirinho entra num boteco e vê anunciado acima do balcão:
Pinga______________________ R$ 1,00
Cerveja_____________________ R$ 2,50
Pão de queijo________________ R$ 2,00
Sanduíche de galinha__________ R$ 3,00
Acariciar órgão sexual _________ R$ 5,00

Checando a carteira para não passar vergonha, ele vai até o balcão e chama
uma das três garotas que ali estão servindo:
– Ô moça, faiz favor.
– Sim! Em que posso ajudar? – responde ela com um sorriso lindo.
– É ocê que acaricia os órgão sexuar dos freguêis?
– Sou eu mesma! – responde ela, com voz ‘caliente’ e um olhar bem sensual.
– Então, ocê lava bem as mão, que eu quero um pão de quejo.

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial