Corinthians empata com Novorizontino e segue pressionado

Em um resultado ruim para os dois lados, Corinthians e Novorizontino empataram por 1 a 1, em Novo Horizonte. O time alvinegro atingiu a marca de cinco jogos sem vencer no Estadual e viu a pressão aumentar ainda mais. A classificação para a próxima fase continua bastante ameaçada.
Com o resultado, o Corinthians ficou com dez pontos e precisa torcer contra o Red Bull Bragantino neste domingo (que enfrenta a Ponte Preta) para não ver a situação piorar. A equipe de Tiago Nunes não sabe o que é vencer no Paulistão desde o dia 2 de fevereiro, quando fez 2 a 0 no Santos.
O Corinthians foi a campo sem a presença de Pedrinho, dispensado da partida para decidir os últimos detalhes de sua transferência para o Benfica. Com o restante do elenco, o técnico Tiago Nunes teve cerca de dez dias para trabalhar, ao contrário de seus rivais, que jogaram pela Libertadores, mas o trabalho não surtiu efeito em campo.
A equipe alvinegra exagerou nos erros de passes e lançamentos e cada bola para a área era um sofrimento de defensores, inclusive o goleiro Cássio, que quase entregou um gol de bandeja aos 9 minutos, quando tentou sair jogando com o pé, chutou errado e deu sorte da bola ir para o escanteio.
Dez minutos depois, o Corinthians usou uma de suas armas para abrir o placar. Fagner cobrou falta para a área e Gil apareceu livre para cabecear e marcar o gol. Os jogadores do Novorizontino reclamaram bastante da falta marcada, já que Luan se jogou e conseguiu enganar o árbitro.
O gol poderia trazer paz a um time que precisa de uma boa vitória para tentar mudar os ares. Mas a alegria durou apenas quatro minutos. Aos 23, após mais um corte errado da defesa, a bola sobrou para Jenison, que encheu o pé e deixou tudo igual, fazendo justiça ao placar na primeira metade do jogo. Em um dos raros momentos de lucidez do ataque corintiano, Everaldo fez boa jogada individual e chutou forte para a defesa do goleiro Oliveira.
No segundo tempo, a dificuldade de criação permaneceu e o Corinthians vivia de lançamentos e correria de Janderson. Com Luan apagado e Boselli isolado na frente, o time parecia cada vez mais previsível e facilitava a vida do Novorizontino, que tentava explorar os erros do adversário, mas também lhe faltava criatividade. Pelo menos, o time do interior demonstrava maior vontade de vencer. Tanto que teve uma boa chance aos 43, mas Cássio fez grande defesa.
Os dois técnicos resolveram usar seus bancos de reservas, em busca de algo diferente que mudasse o placar. Tiago Nunes promoveu a estreia do volante Ederson e fez reaparecer Araos, que não jogava desde fevereiro do ano passado. Mudaram os nomes, mas o futebol foi o mesmo e o empate que não serviu para nenhum dos lados foi confirmado.

FICHA TÉCNICA
Novorizontino 1 x 1 Corinthians
Novorizontino: Oliveira; Celsinho, Everton Sena, Bruno Aguiar e Paulinho; Léo Baiano (Vinícius Kiss), Adilson Baiano, Adilson Goiano e Danielzinho; Felipe Marques (Capixaba), Jenison e Cléo Silva (Léo Tocantins)
Técnico: Roberto Fonseca
Corinthians: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Gil e Carlos (Lucas Piton); Gabriel (Ederson), Cantillo, Luan, Janderson e Everaldo (Araos); Boselli
Técnico: Tiago Nunes
Gols: Gil, aos 19, e Jenison , aos 23 do 1º Tempo
Cartões amarelos: Oliveira, Everton Sena, Gabriel, Paulinho, Jenison, Fagner e Luan
Público: 5.481 pagantes
Renda: R$ 275.220,00
Juiz: Vinicius Gonçalves Dias Araújo
Local: Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte
Foto: THIAGO CALIL/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA / Estadão
Terra

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial