American Airlines corta 75% dos voos, incluindo todos para o Brasil

A companhia American Airlines cortou 75% dos voos, incluindo todos para o Brasil, a partir de segunda-feira (16) até 6 de maio. A medida foi anunciada após a Casa Branca incluir viajantes do Reino Unido e da Irlanda na restrição das viagens da Europa com direção aos Estados Unidos por causa da pandemia do novo coronavírus.

Os voos para Brasil que foram bloqueados são:
• Nova York (JFK) e Miami (MIA) para o Rio de Janeiro (GIG)
• Dallas-Fort Worth (DFW), Nova York (JFK) e Miami para São Paulo (GRU)
• Miami para Brasília (BSB) e Manaus (MAO)

A empresa continua a operar um voo diário de Dallas-Fort Worth e de Miami para Londres, além de três voos por semana para Tóquio. Também estão mantidos as operações internacionais de curta distância, que incluem voos para o Canadá, México, Caribe, América Central e alguns países na parte norte da América do Sul.
No sábado (14) passou a vigorar a suspensão de viagens de passageiros que passaram pelos 26 países europeus que fazem parte da Zona Schengen nos 14 dias anteriores à tentativa de retorno aos território americano.
Antes da restrições anunciadas pelo presidente americano, Donald Trump, a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) já previa perdas bilionárias. Em análise divulgada no início de março, a entidade já estimava que as perdas globais de receitas deveriam ficar entre US$ 63 bilhões e US$ 113 bilhões.
O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, afirmou que o governo deve começar a trabalhar com o Congresso para apoiar as companhias aéreas e os setores de cruzeiros, ambos atingidos pela crise provocada pela pandemia de coronovírus.
Foto: Ross D. Franklin/Arquivo/AP Photo
G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial