A Paraíba é um dos principais centros de produção e exportação do setor calçadista do Brasil

No mundo, centenas de países são centros de produção de calçados, e produzem os pares que são exportados para as demais regiões do globo. O Brasil é um desses pólos calçadistas, atrás apenas da China, Índia, Vietnã, e seguido pela Indonésia.
Tendo produzido, em 2018, cerca 944 milhões de pares de calçados e fechado com um faturamento de 21 bilhões de reais, segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), o Brasil se torna um dos maiores centros da indústria de calçados do mundo, com 6 mil empresas espalhadas pelas regiões, que geram pouco mais de 270 mil empregos diretos.
Do total de empregos diretos gerados pelo setor no país, 5,4% foram na Paraíba, um dos principais produtores de calçados do país. O setor está entre o cinco maiores do estado, representando cerca de 11,6% das indústrias, atrás apenas dos setores de construção e serviços industriais de utilidade pública, segundo o Portal da Indústria.
Sídney Souto, empresário do setor, afirma que, apesar do Ceará ter ganhado bastante espaço na indústria, a Paraíba ainda é bastante promissora no que diz respeito a mão de obra e a qualidade dos produtos. “Temos uma mão de obra abundante e empresas que têm fama de fazer calçados de boa qualidade e de preços acessíveis, o que torna o nosso setor promissor”, afirmou.
A Paraíba ganhou desde cedo o costume de industrializar o couro dos animais, do setor agropecuário, e transformá-lo em artigos de calçados, um fator que, para Sídney, “contribuiu para o estado se tornar um polo calçadista”. Ele explicou ainda que, “além do fácil acesso a matéria prima, a quantidade do couro era favorável e isso fazia com que o preço fosse também mais acessível, então criou-se uma condição de crescimento do setor no estado”, explicou.
O estado ainda figura como um dos cinco maiores exportadores do país, dos 149 milhões de pares produzidos no estado, 18,2 milhões foram exportados em 2018, gerando um faturamento de 59,9 milhões de dólares, segundo a Abicalçados.
Na Paraíba o Sindicato da Indústrias de Calçados do Estado é quem responde pelo setor, sendo filiado à Federação das Indústrias do Estado. Para Sídney, ser sindicalizado é importante na medida fortalece o setor, já que há um órgão capaz de defender os interesses de cada segmento. “Quem não tem representatividade, fica mais difícil de defender e fortalecer o setor, por isso é de fundamental importância ser associado ao sindicato, já que unidos, somos mais fortes”, concluiu.
Portanto, refletindo o que acontece em um cenário nacional, o estado da Paraíba se torna parte importante na produção e exportação de calçados no país, sendo grande colaborador da economia, gerando empregos e rendas para milhares de pessoas.
Texto/Colaboração: Igor Batista

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial