Adolescente foi morta por repassar informações de facção a grupo rival, diz polícia

O homem preso no último sábado (23) após assaltar uma farmácia no bairro do Bessa, em João Pessoa, confessou ter assassinado a adolescente de 15 anos cujo corpo foi encontrado no dia 25 de abril em uma área de mangue em Jacaré, no município de Cabedelo. A jovem havia desaparecido no dia 22 de abril, no bairro do Renascer.
De acordo com o delegado Diego Garcia, o suspeito contou que a adolescente teria repassado informações da facção que comanda o bairro do Renascer, onde ela residia ultimamente, para um grupo rival, que atua no Bairro dos Ipês, em João Pessoa, antigo endereço da vítima.
No depoimento, o preso revelou que deu os primeiros tiros na mão da vítima, como forma de punição e tortura. Em seguida, segundo ele, os demais participantes do crime efetuaram os outros disparos. “As investigações continuam no sentido de identificar e localizar os demais integrantes do grupo e efetuar suas prisões”, informou o delegado.
Conforme a Polícia Civil, o suspeito é natural do Rio de Janeiro e passou um tempo fora da Paraíba. Ele teria retornado a Cabedelo recentemente e voltado a praticar crimes na região metropolitana, sendo preso por assalto a uma farmácia na Praia do Bessa.
“Durante as investigações identificamos que ele voltou a morar em Cabedelo recentemente. No último sábado ele foi praticar um assalto no Bessa e a Polícia Militar conseguiu efetuar a prisão do mesmo. Ao ser qualificado e interrogado pela Polícia Civil ele confessou a participação no assassinato da adolescente”, relatou o delegado.
A Polícia Civil não revelou que tipo de informação a adolescente repassou à facção criminosa que comanda o Bairro dos Ipês.
Portalcorreio

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial