Botafogo-PB empata com o já classificado Sousa e segue fora do G2 do Grupo A

Classificado antecipadamente para o mata-mata, o Sousa recebeu o Botafogo-PB, no estádio Marizão, pela nona rodada do Campeonato Paraibano. Com um gol para cada time em cada tempo, o placar por 1 a 1 não mudou a posição na tabela para nenhuma das equipes.
Logo aos 6 minutos, Dakson lançou Iranilson na direita. Ele invadiu na área e bateu cruzado de esquerda. Jó Boy, que estava na linha da pequena área, ficou com a bola e encheu o pé direito para estufar a rede e abrir o placar para o Sousa.
O Botafogo-PB tinha muita dificuldade na criação. Em ritmo lento, não criava chances e dava muito espaço para o Dinossauro quando não tinha a bola. Felipe teve seu gol atacado com perigo mais duas vezes no primeiro tempo, enquanto Ricardo, goleiro alviverde, praticamente não trabalhou.
Com o empate, o Sousa se mantém na vice-liderança do Grupo B, com 14 pontos, mas fica a três pontos de distância do líder Campinense. Já classificado para a semifinal, o Dinossauro encara o Atlético de Cajazeiras na próxima rodada.
Já o Botafogo-PB foi aos 17 pontos, e continua na terceira colocação do Grupo A, com a mesma pontuação do Treze, segundo lugar, e um atrás do primeiro, Atlético de Cajazeiras. O Belo encara o CSP, no Almeidão, pela décima rodada, ainda sem data definida.
No intervalo, Mauro Fernandes mexeu em atacado e sacou Pimentinha, Mário e Wellington Cézar para colocar em campo Dico, Chistianno e Erivélton, deixando a equipe mais ofensiva.
E logo no início do segundo tempo, no primeiro minuto, Rodrigo Andrade mandou uma paulada de primeira, da marca do pênalti, após rebote do escanteio para deixar tudo igual no Marizão.
Por muito pouco o Belo não virou aos 27 minutos. Erivélton, que entrou para atuar na lateral-direito, foi até a linha de fundo e cruzou para a pequena área, onde o baixinho Dico cabeceou livre, mas Ricardo operou um verdadeiro milagre para evitar o segundo gol botafoguense.
Aos 45 minutos, em lance normal, o zagueiro botafoguense Luís Gustavo e o meio-campista Gionnotti, do Sousa, se estranharam e Wagner Reway, árbitro do jogo, preferiu dar cartão vermelho para os dois de forma exagerada.
Foto: Ascom/Sousa
Paraibaonline

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial