Hospital responsável por membros amputados jogados em rio diz que freezer foi furtado

As investigações de como cinco pernas humanas foram parar dentro do Rio Sanhauá, no bairro do Baralho, em Bayeux, estão sendo acompanhadas pela Polícia Civil da Paraíba. De acordo com o delegado Diego Garcia, os membros amputados encontrados nessa quarta-feira (29) são de um hospital particular da capital paraibana.
O hospital informou na delegacia que o freezer com os membros foi roubado de dentro da unidade de saúde ainda na quarta-feira e os restos mortais foram descartadas de maneira irregular. A polícia agora investiga como esse furto ocorreu.
A princípio a polícia recebeu dos moradores a informação de que um corpo esquartejado foi encontrado no local. Ao chegar, as autoridades constataram que se tratava de cinco membros inferiores de pessoas diferentes. O material que estava revestido por gazes e etiquetadas foi encaminhado para análise no Instituto de Polícia Científica (IPC).
De acordo com a legislação brasileira, a venda, a importação e o descarte irregular de lixo hospitalar poderão ser tipificados como crime, com pena de reclusão de dois a quatro anos e multa. Essa penalidade poderá ser aumentada em um terço na hipótese de o material conter resíduos de tecido humano, restos orgânicos, substância química ou agente infeccioso.

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial