Vidas negras importam: em decisão histórica, Bucks decidem não jogar em protesto a novo caso de racismo nos EUA

Em protesto contra mais um caso de racismo da polícia americana, jogadores do Milwaukee Bucks decidiram não entrar em quadra nesta quarta-feira na bolha de Orlando. O time de Giannis Antetokounmpo enfrentaria o Orlando Magic no jogo 5 dos playoffs da NBA. Ao verem o boicote dos Bucks, os jogadores do Magic retiraram-se de quadra após o aquecimento. Jogadores de outras equipes como LeBron James, Jamal Murray e Donovan Mitchel se manifestaram nas redes sociais apoiando o boicote. Momentos depois, os outros dois jogos dos playoffs previstos para estar quarta-feira foram adiados: Rockets x Thunder e Lakers x Blazers. A NBA ainda não informou uma nova data.
Jogadores da NBA farão uma reunião virtual logo mais, às 21h, para definir o que será feito a partir de agora. Todos os atletas que atuam na liga foram convocados a participar. Um jogador veterano contou à ESPN americana que o andamento da temporada “está em perigo”.
O caso que levou os jogadores a não entrar em quadra envolve o cidadão americano Jacob Blake. Jacob, que é negro, levou sete tiros pelas costas da polícia de Kenosha, no estado do Winsconsin, no último final de semana, quando tentava apartar uma briga entre duas mulheres. Na hora, Blake estava desarmado e perto dos filhos. Ele está internado e perdeu o movimento das pernas segundo familiares. O caso gerou uma nova onda de protestos nos Estados Unidos contra o racismo.
A violência policial no país contra negros gerou o movimento “Black Lives Matter” (Vidas Negras Importam), que tomou conta dos Estados Unidos em uma onda de protestos após a morte de George Floyd em maio. O movimento ganhou enorme apoio dos jogadores da NBA. Tanto que a frase está escrita nas quadras montadas em Orlando para o retorno da liga.
O armador dos Bucks George Hill comentou a decisão do time em não entrar em quadra nesta quarta-feira.
– Estamos cansados de mortes e injustiças – disse em entrevista ao jornalista Marc Spears.
Desde o retorno da temporada, no final de julho, jogadores têm se ajoelhado durante a execução do hino nacional americano. Os atletas usam camisas com as inscrições “Black Lives Matter” (“Vidas Negras Importam”, na tradução para o português) e uniformes com mensagens pregando igualdade.
Mais cedo, a ESPN Americana informou que Toronto Raptors e Boston Celtics também cogitam não entrar em quadra nesta quinta-feira no jogo 1 da semifinal da Conferência Leste.

AGENDA DA SÉRIE
(1) Milwaukee Bucks 3 x 1 Orlando Magic (8)
Jogo 1: Bucks 110 x 122 Magic
Jogo 2: Bucks 111 x 96 Magic
Jogo 3: Magic 107 x 121 Bucks
Jogo 4: Magic 106 x 121 Bucks
Jogo 5: Bucks x Magic (adiado, a definir)
Jogo 6*: Sexta-feira (28/08) Magic x Bucks, a definir
Jogo 7*: Domingo (30/08) Bucks x Magic, a definir
Foto: Kevin C. Cox/Getty Images
G1

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial