LAGOA SECA: Projeto aprovado na Câmara contradiz presidente e garante aumento para prefeito, vice, vereadores e secretários a partir de 2021

Ao contrário do que afirmou o presidente da Câmara Municipal de Lagoa Seca (PB) Fabiano Ramalho, que o aumento aprovado de 45% nos salários dos parlamentares só entraria em vigor a partir de 2022, o projeto em questão garante que o reajuste já é pra valer em 2021. O PL foi aprovado esta semana e tem causado uma onda de revolta e protestos por parte da população local, que vive o drama do desemprego, da falta de dinheiro e da redução de salários por conta da pandemia de covid-19, que assola a Paraíba e o mundo.
O aumento gerou muitas críticas de vários funcionários públicos na cidade, a exemplo de alguns professores que tem mais de vinte anos de carreira e nunca na vida tiveram um reajuste de 45% de uma só vez em seus vencimentos. Além de ir de encontro ao que disse o presidente da Casa sobre o ano de entrada em vigor do aumento, o projeto ainda reza sobre quem vai ter direito ao mesmo.
Pelo que falou Fabiano Ramalho seriam apenas os vereadores, mas no projeto determina o mesmo percentual de 45% para o prefeito (Fábio Ramalho – caso fosse reeleito – e irmão do presidente da Câmara) o vice-prefeito e todos os secretários municipais.
Além da entrevista do presidente do Legislativo afirmando que só vale em 2022 a assessoria de imprensa da Câmara divulgou nota oficial esclarecendo o assunto, e confirmando a mesma coisa, ou seja, que prefeito e vice-prefeito não teriam aumento agora e que só valeria dentro de dois anos, mas tudo isso não condiz com a verdade oficializada no projeto aprovado no último dia 8, de que todos vão ter aumento e a partir do próximo ano.

Apolinário Pimentel

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial