DIEGO DO VELEIRO: “Estou pronto e preparado para governar Lagoa Seca para todos, e não só para algumas famílias, como acontece atualmente”

Depois de ter seu nome confirmado e homologado na convenção do partido Cidadania na noite de domingo (13) como candidato a prefeito do município de Lagoa Seca (PB) Diego do Veleiro usou da palavra e garantiu que está pronto e preparado para governar para todos, “e não apenas para algumas famílias que tem poder aquisitivo elevado, como acontece na administração atual”. Ele disse que seu projeto de governo é de uma política colaborativa, e que pensa em primeiro lugar em ouvir o povo, que terá ampla participação e vai poder interagir ativamente com uma gestão inovadora.
“É verdade que nunca tive mandado eletivo. Nunca fui vereador, prefeito ou deputado. Mas tenho muita vontade de trabalhar, força e fé para comandar Lagoa Seca, sempre em conjunto com o povo. Estou pronto. Estou preparado. Vamos fazer uma gestão inovadora voltada para todos e não somente para algumas famílias, como faz a atual administração. Vamos apresentar projetos e propostas em benefício dos jovens, dos adultos, das mulheres, dos idosos. Da família de um modo geral”, afirmou.

CIDADE MAQUIADA
Ainda durante sua fala Diego do Veleiro criticou o atual administrador municipal, dizendo que “ele não faz nada há quatro anos” e que sua principal atividade é maquiar obras para enganar e iludir o povo. “Temos uma Lagoa Seca fictícia que é mostrada para a população por um grupo de pessoas que recebem dinheiro da prefeitura para divulgar informações que não correspondem à verdade”, comentou o candidato da oposição. Ele afirmou ainda que o governo atual decepcionou muita gente e nunca se comportou como se anunciava e deixou muito a desejar com relação as suas promessas de campanha, “a maioria não cumprida”.

PROJETO HUMANO E POPULAR

Diego do Veleiro disse ainda que caso venha conseguir êxito na sua campanha rumo ao cargo de prefeito de Lagoa Seca não pretende nem quer jamais seguir o modelo atual, unificando a administração em torno da família e dos amigos. “Tenho um projeto de governo humano, humilde e popular. Quero contar com a ajuda e a participação dos homens e mulheres de fibra de nosso município. Quero governar com força, garra e humildade para transformar nossa administração num ponto de apoio para um novo tempo político e administrativo que ofereça oportunidade para todos”, disse.

VALORIZAÇÃO DO SERVIDOR PÚBLICO
De acordo com a fala de Diego do Veleiro durante a convenção, ele pretende valorizar o servidor público municipal e ainda fazer concurso logo no começo de sua administração. Uma das atividades principais que deve ter atenção especial no novo governo em Lagoa Seca é a limpeza pública, tanto urbana como rural. Recentemente foram feitas várias denúncias nas redes sociais mostrando que os garis não tem equipamentos de proteção individual para trabalhar, os carros de coleta não são apropriados e mais grave ainda: a empresa contratada para o serviço – que recebe R$ 77.500 todos mês – não tem na sua lista de atividades a coleta de lixo.

PRESTÍGIO
Mesmo que nunca tenha exercido cargo público eletivo Diego do Veleiro já conseguiu, através de sua atuação popular e prestígio junto a parlamentares, vários benefícios para o município. Ele conseguiu, por exemplo, através de parceria e pleitos ao deputado estadual Inácio Falcão e ao senador Veneziano Vital do Rêgo, emendas para obras de calçamento, asfaltos, ônibus escolar e para o hospital público local. “Inácio destinou emendas para o hospital público de Lagoa Seca e Veneziano conseguiu um ônibus escolar e obras de asfaltamento. Veneziano é amigo do povo de Lagoa Seca e faz muito pela cidade, enquanto que uma senadora que se diz filha da terra não tem trabalho algum em prol do povo dessa cidade”, completou.

SEM PROJETOS OBJETIVOS
Outro ponto da atual administração atacado por Diego do Veleiro foi a falta de propostas e de projetos para os jovens, para incentivar o primeiro emprego e para a cultura. “Não temos na prefeitura municipal projetos voltados para os jovens, para valorizar e incentivar a cultura e nem que ofereça cursos profissionalizantes. Até mesmo as indústrias que mostram interesse em se instalar na região e assim garantir a geração de emprego e renda desistem pela falta de condições oferecidas pelo município, que nem ao menos tenta valorizar o pequeno produtor, um dos responsáveis pela economia local”, afirmou.
Por fim ele disse que além de não ter projetos a prefeitura local faz obras sem planejamento e que muitas vezes mais atrapalham do que ajudam a população. Como exemplo ele citou a reforma da praça central da cidade, onde foi colocada uma grade que impede o acesso dos moradores locais em determinado setor, e o uso de vigilantes que querem fazer o papel de guardas civis municipais, mas que acabam agindo de forma errada.
O caso mais recente aconteceu nessa praça, quando um cidadão que tem o vício do alcoolismo foi arrastado para fora do lugar e agredido por um desses vigilantes. O caso revoltou a cidade e o agressor foi afastado de suas funções. “É assim que eles tratam as pessoas aqui. Já chega de continuísmo, de favorecimento de algumas famílias amigas do prefeito. Já chega de pessoas recebendo da gestão atual apenas para passar informações falsas e defender o prefeito. Vamos mudar tudo isso”, completou sua fala Diego do Veleiro.

Apolinário Pimentel

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial